Entrada em campo

António Magalhães
António Magalhães

Quem nos dera... que não acontecesse

O FC Porto demarcou-se prontamente dos cânticos dos Super Dragões. Não fez mais do que a sua obrigação face a um episódio que merece total repúdio. O Benfica manifestou agrado pela postura do rival, salientando as responsabilidades que os clubes têm para "parar este clima de tensão".

O Benfica assumiu posição louvável por não oportunística. O FC Porto poderia ter ido mais longe – ainda pode ir... – limitando, por exemplo, o acesso da claque às instalações do clube num próximo jogo. Esta, por sua vez, definiu o cântico como uma sátira, garantindo que não a repetirá. Arranjará, por certo, outras de teor menos condenável mas igualmente ofensivo que são, aliás, apanágio de outros grupos organizados (legalizados ou não). Ninguém tem a folha limpa.

Se for possível esquecer, enterramos o incidente ao lado de outros. O que fica, no entanto, é algo abominável e que atravessou fronteiras. Mas é de esperar sempre mais das entidades que têm a responsabilidade de aplicar as medidas consagradas na legislação portuguesa e que têm não apenas um caráter repressivo mas também preventivo. Portugal não é um país onde o fenómeno da violência está enraizado. O que sucedeu, por exemplo, em Madrid com os adeptos do Leicester não acontece com os nossos adeptos, por enquanto… Mas é precisamente esse receio e a notória subida do grau de perigo que deve servir de alerta e obrigar as autoridades a intervir. Com urgência.

Rui Vitória falou sobre o soco de Samaris em Diego Ivo. Sem condenar a atitude do grego, criticou aqueles que puseram em causa o profissionalismo do jogador e a vítima adversária por ter quebrado o código de "o que se diz lá dentro fica lá dentro". Aceitando-se que um chefe deve defender os seus, deveria, ainda assim, ter reconhecido o ato como um momento infeliz. No mínimo.

1
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0