António Magalhães
António Magalhães

Retratos da época

Não foram promessas vãs. Jorge Jesus e Rui Vitória projetaram os encontros da Taça CTT garantindo foco absoluto na competição. Na hora do jogo, os técnicos reforçaram o discurso e apenas mudaram quatro titulares do jogo anterior. Deram um claro sinal à equipa e voltaram a ‘anunciar’ o que pretendiam: ganhar e se possível ganhar por muitos.

As boas intenções tiveram correspondência total em Alvalade e ficaram comprometidas na Luz. E não se pode dizer que o jogo não tenha começado por correr de feição ao Benfica. Ainda não se tinha esgotado o primeiro minuto e Jonas já tinha marcado. Os leões tiveram de esperar 20 minutos para verem Doumbia fazer o primeiro golo. O Benfica chegou ao 2-0 ainda antes do intervalo; o Sporting só aos 50’. Mas depois tudo foi diferente. O leão levou a promessa até ao fim; a águia perdeu-se pelo caminho.

O que se passou nos jogos da Taça CTT não é mais do que o reflexo daquilo que tem acontecido durante a época. O Sporting está consistente e fiável; o Benfica anda inseguro e ao sabor das circunstâncias. Nos momentos menos bons, a equipa de Jesus é suficientemente forte para resistir e corresponder às exigências, enquanto a equipa de Vitória está permeável à mais pequena contrariedade. O dérbi dirá se ainda será possível criar outro quadro.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais