Record

Saída de campo

Bernardo Ribeiro
Bernardo Ribeiro Diretor adjunto de Record

É melhor não dar palpites

FC Porto e Benfica têm adversários na Liga dos Campeões. E se à primeira vista a sorte parece não ter sido madrasta com nenhuma das equipas, a verdade é que se torna perigoso dar grandes palpites, quando nos lembramos por exemplo da caminhada europeia do clube da Luz na época passada.

Os dragões tiveram direito ao cabeça-de-série que toda a gente desejava. De facto, olhando aos tubarões possíveis, os russos eram a formação mais acessível. Ainda assim, o grupo portista pode ser bastante traiçoeiro. Isto porque Schalke 04 e Galatasaray são adversários duros de roer e olhando aos quatro do Grupo D, não se vê nenhuma equipa muito superior às outras, como sucede com o Bayern no do Benfica. Ou seja, tudo pode acontecer. Não há ninguém inacessível, mas também nenhuma pera doce. Só com concentração máxima. E mesmo assim não será fácil.

No Grupo E os encarnados podem sonhar com o apuramento. Isto apesar de terem pela frente a poderosa equipa bávara, à partida a maior candidata a passar na liderança. No entanto, frente a Ajax e AEK o clube da Luz jogará para ganhar em todos os campos. O histórico com holandeses e gregos não é nada mau e nenhum deles assustará os homens de Rui Vitória. Claro está, será necessário dar tudo. Mas na Europa é sempre assim.
Deixe o seu comentário
M