Saída de campo

Bernardo Ribeiro
Bernardo Ribeiro Diretor de Record

Gerir sem alarmes

Portugal começa o apuramento com um empate. Não é brilhante mas vamos ter calma com o alarmismo. A Seleção Nacional tem muita qualidade e se o arranque a perder com a Suíça terminou com um título europeu, então vamos esperar e ver onde este empate nos levará. Não sou um admirador do futebol defendido pelo selecionador nacional, mas há algo que me merecerá até ao fim da vida: respeito. E Fernando Santos já provou que sabe lidar com estrelas. Neste momento temos muitas. Uma mais velha mas galáctica, uma em idade de afirmação mas ainda num patamar abaixo e um jovem lobo na sombra. Gerir sensibilidades e colocar o talento de todos ao serviço do coletivo é o desafio. Boa sorte, engenheiro.

Jonas tem sofrido muito com problemas físicos e isso tem feito com que não possa colocar todo o talento que tem – e se ele é enorme – ao serviço do Benfica. O avançado vai avaliar o futuro nas férias, que todos os benfiquistas desejam que passe como campeão. Com a lesão de Seferovic, a recuperação do brasileiro foi importante para a equipa. Por muito que João Félix tenha genes estratosféricos, há coisas que só Jonas é que faz. A bem do futebol, e do Benfica, que recupere e esteja bem em 2019/20. Confesso uma vez mais a minha admiração pelo futebol do brasileiro. Craques assim deviam ser eternos.

1
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais