Record

Saída de campo

Bernardo Ribeiro
Bernardo Ribeiro Diretor adjunto de Record

Milhões e o futuro

O Benfica conquistou o acesso à Liga dos Campeões com uma vitória tão justa quanto inequívoca em Salónica. Encaixados os 43 milhões e garantida a presença na prova desportiva mais importante da Europa, o clube da Luz pode respirar de alívio pois conseguiu um dos objetivos da época. É um facto estruturante para o emblema em termos financeiros mas também desportivos, pois não só a pressão sobre Rui Vitória diminui substancialmente, como o plantel está hoje mais descansado e feliz por ter chegado ali.

Deixada para trás das costas esta aventura europeia, que chegou a assustar, mais por incompetência em Lisboa do que por real perigo causado pelo PAOK, o Benfica tem de concentrar-se no mercado até ao final do dia de amanhã. Depois na liga nacional, onde tem o plantel mais rico e para a qual Luís Filipe Vieira aponta todas as baterias, garantidos que estão estes 43 milhões de euros.

Ferreyra é hoje um jogador colocado em causa pelos adeptos do Benfica e, pelos vistos, também pelo treinador. Forte investimento em salários e prémios de assinatura, esperava-se mais do goleador argentino. É cedo, demasiado cedo, para lhe traçar o destino. Veja-se o recuperado Seferovic. O futebol são momentos. E Ferreyra tem ainda muito tempo para ter o seu. A época é longa.
Deixe o seu comentário
M