O canto do Morais

Carlos Barbosa da Cruz
Carlos Barbosa da Cruz Advogado

Um suave adeus

Confesso que nunca percebi o racional da saída de Cédric do Sporting.

Produto da formação, com atitude exemplar em campo, tinha todas as razões para se tornar (mais) uma referência do clube; em vez disso rumou ao Southampton por um valor pouco significativo, Southampton esse que esfregou as mãos de contente pelo belo negócio que o Sporting lhe proporcionou. Cédric é reconhecido como um dos melhores laterais da Premier League e se for transferido, vai render uma agradável mais-valia.

Ainda menos compreendo a crença que Jorge Jesus tem pelo João Pereira.

João Pereira é um jogador honesto, no sentido em que dá tudo em campo; só que, esse esforço, claramente não chega.

Sempre considerei que João Pereira tem dois handicaps que comprometem a qualidade da sua prestação: descontrolo na sua agressividade e instabilidade emocional.

Com efeito, a sua exposição recorrente a cartões escusados e frequente destempero na abordagem dos lances (Moutinho, em Braga, que o diga, ia ficando com uma perna partida!) e muito abuso do jogo subterrâneo, quiçá instilado nos anos da sua formação, levavam a que, desde muito cedo, ficasse limitado na sua atuação em campo, com claro prejuízo para a equipa.

Quanto à instabilidade emocional, ainda estamos todos lembrados da sua recente expulsão (mesmo que reconhecidamente forçada) contro o Real Madrid. Há jogadores que ficaram muito caros na história do Sporting, estou a lembrar-me, por exemplo de Simon Vukcevic, que, já amarelado, marcou um golo à Fiorentina, tirou a camisola com a excitação e acabou - obviamente - expulso, tendo o Sporting sido eliminado.

João Pereira ficou ligado indissociavelmente à perda do ponto que o Sporting tinha, em campo, mais do que justificado e que custou o adeus prematuro à Europa e muita re ceita por entrar.

Desejo a João Pereira os maiores sucessos nesta nova fase turca da sua carreira, mas mentiria se dissesse que deixou saudades.

3
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais