Heróis de chuteiras

César Rodrigues
César Rodrigues Investigador

Alcácer Quibir

Hoje joga Marrocos! Em cinco participações, os Leões do Atlas apresentam como melhor classificação o 11.º lugar, no Mundial de 1986, em parte cortesia portuguesa de ‘Saltillo’.

O México acolheu as duas primeiras participações marroquinas e dois jogadores que ostentam números inigualáveis na seleção. Em 1970, revelou-se Ahmed Faras, o melhor marcador com 44 golos e futebolista africano do ano em 1975. Em 1986, despontou o centrocampista Abdelmajid Dolmy, com um recorde de 140 internacionalizações.

No jogo decisivo da primeira fase de 1986, Dolmy, o número seis, contribuiu para fazer Portugal num oito, numa vitória que lhes valeu o primeiro lugar do grupo (à frente da Inglaterra), ficando Portugal em… último (atrás da Polónia). Nesse jogo, um empate classificava Portugal, mas os marroquinos treinados pelo brasileiro José Maria deram uma ‘hora de samba’.

Aquando do momentâneo 3-0 marroquino e antes do golo de honra luso, a imprensa evocou a épica recuperação dos portugueses em 1966, com os cinco golos que viraram o resultado para 5-3 contra os norte-coreanos: "Calhou-nos esta ‘Coreia’, mas não tivemos Eusébio"! Em função do clima atual do futebol português apetece também recuperar o dito de Jaime Pacheco após o fatídico jogo de 1986: "Eu sirvo o meu país e não meia dúzia de pessoas que vegetam em redor do futebol!"

O jogo de Marrocos terá sido uma espécie de remake moderno de Alcácer Quibir: tal como o jovem rei D. Sebastião, ‘o Desejado’, D. Futre, um jovem príncipe, esvaneceu-se num jogo de nebuloso e do nevoeiro não chegou o triunfo desejado.

O rei Hassan II referiu que "Marrocos é um árvore com raízes em África, mas cujas folhas respiram ar europeu". Em 1986, o seu futebol expandiu-se na América e causou dano aos portugueses.

Agora vão defrontar-se dois lusos de outra diáspora: pelo Irão, Carlos Queiroz e, por Marrocos, um jovem internacional luso-marroquino que lhes deu, entretanto, à Costa (Manuel da). Seja como for, apesar de hoje também jogar Portugal, haverá muitos adeptos iranianos, pois os portugueses ver o jogo… irão!

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais