Herois de chuteiras

César Rodrigues
César Rodrigues Investigador

Jogador dos diabos

Hoje joga a Coreia do Sul, a mais bem-sucedida seleção asiática em Mundiais, que pela 10.ª vez está presente no torneio. Por razões distintas, duas participações merecem destaque. Em 1954, os sul-coreanos estrearam-se na Suíça, doze anos antes dos seus ‘amigos’ do Norte! Antes ainda, e com as Coreias unidas, estreavam-se em competições internacionais, nos JO de Londres, onde pela primeira vez defrontaram o adversário de hoje, com um resultado negativo de… 12-0!

Na Suíça, mantiveram-se as expressivas derrotas: 7-0 contra a Turquia e 9-0 contra a Hungria. Sem orgulho, os sul-coreanos contribuíram para o Mundial com a maior média de golos por jogo, superior a cinco (!) por desafio. O primeiro torneio com acompanhamento televisivo permitiu que os espectadores fossem brindados com o melhor condimento do jogo. Como diria CR7… abriu-se o ketchup e os golos apareceram em abundância!

Destaque também para a edição de 2002, disputada em ‘casa’ e também no Japão, tendo os sul-coreanos atingido as meias-finais, a única seleção asiática a alcançar tal feito. Em 2002, começou também a afirmação de Park Ji-Sung, que viria a tornar-se o jogador maior daquele continente. Presente também nas edições de 2006 e 2010, em todas se destacou e marcou. O seu único golo em 2002 aconteceu no jogo errado: contra os portugueses! Com a derrota por 1-0, a participação nacional ficou-se pela fase de grupos... A figura sul-coreana dos designados Diabos Vermelhos encontrou nesse jogo o português João Vieira Pinto, que parecia ter o diabo… no corpo, no momento em que agrediu o árbitro da partida.

Ao nível de clubes, Park também se destacou noutra equipa de Diabos, os vermelhos de Manchester, por quem disputou mais de 200 jogos entre 2005 e 2012. Menção final para a prestação de Park em 2006, no jogo contra a França, em que venceu a eleição para Man of the Match. Importância da referência? O relvado também era pisado por um dos melhores jogadores de sempre: Zinedine Zidane! Contra a Suécia, mesmo sem Park, os sul-coreanos não querem fazer figura de pobres… diabos!

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais