Caderno de apontamentos

Jorge Barbosa
Jorge Barbosa Editor chefe

Livro de reclamações

Reclama o Sporting e reclama o Sp. Braga, reclama o Paços de Ferreira e reclama o Arouca, reclama o Rio Ave e o FC Porto e ainda o Belenenses e o Moreirense, reclamas tu e reclamo eu, enfim, quase todos os clubes reclamam sobre a arbitragem, uns com razão e outros sem qualquer razão, como sempre assim é e sempre assim será; o que é certo é que a Liga portuguesa mal entrou na segunda parte e o ruído de fundo já atingiu um nível tão alto que se tornou insuportável. A voz dos dirigentes faz-se ouvir, em cada jornada, trocam-se acusações graves, e as palavras escolhidas para a agressão têm sido quase sempre as menos próprias, o que é mau hábito, tornando-se urgente a devida contenção verbal e a recuperação de um clima desportivo saudável.

Todos reconhecemos, sem grande esforço, que o nível da arbitragem baixou dramaticamente esta época, começando desde logo pela crise que o próprio sector atravessa: perdeu Pedro Proença, Olegário Benquerença e Marco Ferreira, entretanto Duarte Gomes afastou-se por lesão, e Jorge Sousa, que seria a nova referência, está numa fase difícil. Perante esta triste realidade, Vítor Pereira teve de socorrer-se de uma mão cheia de jovens árbitros, como Luís Ferreira, Sérgio Piscarreta ou João Pinheiro, que, eventualmente, podem ter potencial para desenvolver, mas que ainda não estão prontos para corresponder à exigência dos jogos mais complicados. O que contribui para que o presidente do Conselho de Arbitragem (CA) da FPF esteja amarrado de pés e mãos à gestão que tem de fazer dos seus limitados recursos.

Quem já protestou muito, e com veemência, foi o Benfica. O bicampeão nacional já foi acusado na última época de ter sido beneficiado pelo "colinho" das equipas de arbitragem, e o facto é que neste momento a Luz é um oásis de tranquilidade enquanto o futebol português arde à sua volta. O campeonato está a entrar na fase de todas as decisões e, olhando a alguns factos estranhos que se têm verificado em alguns jogos, é chegada a altura de o CA assumir a responsabilidade de zelar pelo interesse de todos e não só de alguns… Importante é atingir um equilíbrio que seja igual para todos e não fechar os olhos a erros que têm compensado os outros dois grandes…

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.