Caderno de apontamentos

Jorge Barbosa
Jorge Barbosa Editor chefe

O lugar do morto

Já é um clássico: quando Lopetegui abre a boca, ou entra mosca ou sai asneira. O espanhol decidiu responder à letra a Pinto da Costa, tudo a favor, mas fê-lo com o rei na barriga, o que retira discernimento à sua análise viciada. Já todos sabíamos que Lopetegui "podia ganhar tudo" quando foi despedido, mas todos também já sabíamos que em ano e meio de dragão ao peito não ganhou nada, e o pior é que a atual época ia pelo mesmo caminho. E todos também sabemos, embora ele não nos tenha lembrado, que poucos dias antes da sua saída falhou o apuramento para os ‘oitavos’ da Liga dos Campeões e comprometeu as aspirações do FC Porto na Taça da Liga.

Não lembra mesmo ao diabo o que Lopetegui argumenta em sua defesa; aliás, quase toda a sua narrativa só serve para embalar espanhol que está distante da realidade portista, bastando lembrar para tanto o facto de ter descaracterizado o futebol do clube sem qualquer resultado, e com recurso a empréstimos, uma situação jamais vista no Dragão, embora aqui a responsabilidade seja também de quem lhe deu tanta corda.

Se a sua memória seletiva é já de si um problema, pior é quando ela resvala para a mentira. Diz Lopetegui que a estrutura do FC Porto não conhecia Rúben Neves. Cabe na cabeça de alguém que a estrutura não conhecesse o jogador quando lhe colocou à sua frente um contrato profissional para assinar no dia em que fez 16 anos, em março de 2013, ou seja, bem antes de Lopetegui sonhar sequer que vinha para Portugal?! Ou ainda: "o presidente devia estar melhor assessorado". Goste-se ou não dos seus colaboradores, há um facto irrefutável: a má assessoria do presidente ‘deu’ ao FC Porto 20 campeonatos nas últimas 31 épocas.

E quando fala de jogadores valorizados, só é verdade quando diz que o FC Porto fixou um novo recorde de vendas no verão, mas repare-se bem nos nomes em questão – Danilo, Jackson ou Alex Sandro, recrutados pela tal estrutura que "assessora mal" o presidente, pois quanto a Adrián López e ‘Campañas’, entre outros, estamos conversados. Que Lopetegui esqueça de vez o FC Porto e que o FC Porto esqueça de vez Lopetegui, sem antes fecharem as contas para que se apague de vez este triste episódio.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.