Caderno de apontamentos

Jorge Barbosa
Jorge Barbosa Editor chefe

As lacunas do dragão

O jogo com o Dortmund confirma a ideia de que o plantel do FC Porto tem um problema grave e sério no seu eixo defensivo, pois facilmente se reconhece que lhe falta, pelo menos, mais um central de qualidade superior. O erro poderia ter sido corrigido na janela de transferências de janeiro, não o foi porque não chegou ninguém, e custa a perceber-se porquê; aliás, esse erro foi agravado com a cedência de Lichnovsky ao Gijón, e com a tontice imprevisível de Maicon, que deitou tudo a perder. Deste modo, Peseiro teve que lançar Chidozie para a fogueira da Luz – aposta de risco que, afinal, resultou – e agora sem o jovem nigeriano, que não está inscrito na UEFA, em Dortmund a linha de quatro será formada por Layún, provavelmente por Marcano – grande dúvida até à última hora – e ainda por Ángel. O que deixa qualquer guarda-redes, mesmo um dos melhores do mundo, como é o caso de Casillas, em estado de sítio.

Por esta simples amostra fica à evidência que o plantel não foi devidamente estruturado – e a emenda foi pior do que o soneto pois não foi reestruturado quando o deveria ter sido –, o que nos remete para a conclusão de que não pode ser considerado, como muitos o creem, como o melhor plantel da Liga. É um bom plantel, mas com lacunas imperdoáveis, ainda para mais num clube que, com toda a legitimidade, tem sempre as suas ambições no limite. Compete, agora, ao treinador puxar pela cabeça, à espera de boas ideias, e à espera que o exemplo de Chidozie tenha continuidade, desta vez contra o Dortmund, caso Marcano seja carta fora do baralho.

A vitória contra o Benfica reforçou o moral, mostrando que existe uma ideia que pode crescer, demonstrou que José Peseiro tem unhas para se impor nos grandes momentos, mesmo tendo de inventar soluções, e, ao contrário do que parecia, a questão do título mantém-se em aberto. A coragem evidenciada na Luz é um farol de confiança, mas atenção que na Alemanha a realidade é diferente. A eliminatória terá de decidir-se no Dragão e a equipa deverá ser muito inteligente porque terá de preocupar-se, sobretudo, com as suas fragilidades. Depois da glória na Luz, a equipa tem agora de aprender a sofrer na Alemanha para manter viva esta difícil eliminatória…

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.