Verde na bola

Daniel Oliveira
Daniel Oliveira Analista Político

Correr o risco

Olha-se para o Euro’2016 e é impossível não sentir que a coisa é demasiado arriscada. Serão centenas de milhares e pessoas em locais fechados, imensas deslocações, muitos políticos e chefes de Estado, a atenção mediática de todo o mundo. Olhando para o modo de agir dos grupos terroristas é quase impossível não prever que pelo menos tentem alguma coisa. Numa entrevista a uma rádio italiana, Giancarlo Abate, vice-presidente da UEFA, pôs a possibilidade de realizar os jogos à porta fechada. Rapidamente a estrutura europeia de futebol veio relativizar a coisa perante patrocinadores que terão ficado um pouco assustados.

O risco é real e não é fácil ter uma posição fechada sobre o assunto. Mas se fosse para fazer a coisa à porta fechada mais valia, apesar do governo francês recusar tal possibilidade, não a fazer de todo. Não imagino mais poderoso espetáculo da derrota europeia perante o terrorismo do que estádios sem público e sem festa. Os grandes eventos desportivos sempre foram, para o pior e para o melhor, também eventos políticos. Que geralmente pretendem mostrar a força de quem os organiza. Ou disfarçar a sua fraqueza, como aconteceu com a Argentina em 1978. Organizar um Europeu para sinalizar, através de bancadas vazias, o medo de todo um continente seria, do ponto de vista simbólico, brutal. Desmarcá-lo não teria o mesmo poder de imagem mas garantia um efeito semelhante. Seguir em frente e ter de lidar com a possibilidade de um atentado e de centenas de mortes seria uma tragédia. Por vezes não há escolhas boas. Mas parece-me que a única possível é a de manter a normalidade. Recusar a derrota tem sempre riscos. Até porque, onde conta, na Síria e no Iraque, até são eles que estão a começar a perder.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais