caderno de apontamentos

Jorge Barbosa
Jorge Barbosa Editor chefe

É disto que Jesus gosta

É disto que Jorge Jesus gosta e é disto que Jorge Jesus vive; é nisto que Jorge Jesus tira o melhor proveito e é nisto que Jorge Jesus se sente como peixe na água: escolher jogadores, à sua imagem e semelhança, fazê-los crescer como ele tão bem sabe e como só ele sabe, torná-los melhores e mais competitivos, e integrá-los depois no Sporting que todos os anos renova a sua ambição na conquista de títulos. É assim que Jorge Jesus se sente mais cómodo e é assim que vive cada um dos seus dias, num desafio constante, colocando-se sempre à prova, porque essa é a sua maneira de viver o futebol e só assim é que ele sabe estar. Este novo Sporting encaixa-se no que ele mais deseja e o que ele mais deseja é desafiar-se todos os dias e sempre no fio da navalha.

Aqui está um Sporting que já é líder mas com um grande ponto de interrogação ao qual Jesus terá de dar resposta pronta. João Mário e Slimani – dois indiscutíveis – estão de saída, embora haja jogadores suficientes no plantel para que não seja necessário entrar em ansiedade . Elementos como Paulista, Petrovic e Meli – já para não falar de Bruno César – têm muito para dar, e a situação do ataque nem sequer se coloca, atendendo às chegadas de André, Bas Dost e Castaignos. Reforços que, apesar do seu bom nome e do seu bom currículo, terão que corresponder ao que Jorge Jesus pretende para apanharem o comboio.

É neste carrossel de entradas-e-saídas, mesmo em cima da hora, ao qual o Sporting não estava habituado há muitos anos – e veremos como é que vai acabar o folhetim Adrien –, que o treinador terá de encontrar as melhores soluções para sustentar a liderança, num tipo de exercício em que Jorge Jesus se costuma transcender. Se o Sporting pode superar a fasquia dos 80 milhões de euros em vendas, o que é notável – esse encaixe resulta de uma política desportiva que abre as portas aos talentos da Academia assim como de um fantástico Europeu de França e não é um exclusivo seu –, Jorge Jesus tem agora a oportunidade de potenciar talentos de raiz de forma a garantir futuras receitas e sem se esquecer que o título é o que mais deseja o universo sportinguista. E, desta vez, não há desculpas possíveis. Não há, não!

1
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0