Caderno de apontamentos

Jorge Barbosa
Jorge Barbosa Editor chefe

Futuro ameaçado no Dragão

O futebol profissional do FC Porto está em 'liberdade condicional'. Tão preocupante quanto os resultados dos últimos dois anos e meio - só Paulo Fonseca conseguiu ganhar uma Supertaça, o que é muito pouco para quem estava habituado a ganhar tanto -, têm sido os critérios adotados na escolha dos jogadores. Muito por responsabilidade de Lopetegui que teve carta branca para contratar quem quis e quem bem lhe apeteceu e ainda lhe sobrou tempo, e, pior ainda, com esta agravante: a folha salarial chega nos dias de hoje aos 72 milhões de euros/época, situação nunca vista, mas que se justifica facilmente, pois uma coisa é contratar brasileiros, colombianos ou mexicanos e outra completamente diferente é contratar espanhóis.

Como facilmente se percebe, o atual plantel do FC Porto é desequilibrado, pensado sem critério e executado sem rigor, com jogadores que não sabem e que nunca saberão o que é ser jogador à Porto e é por isso que o seu espaço no clube irá desaparecer em breve; há também erros de seleção que não lembram ao diabo, sendo o mais evidente a falta de qualidade na defesa - falta de qualidade assustadora, então, no seu eixo central - mas também no meio campo, onde não há sobretudo um 'pensador', e ainda no ataque, que não tem um número 9 à altura das obrigações do clube. Situações impensáveis nos últimos 30 anos e interrompidas com a saída de Vítor Pereira.

Já todos perceberam muito bem que a situação terá de rodar 180 graus e com a máxima urgência, tentando-se corrigir, enfim, o que de mal foi feito por Lopetegui mas sempre com a bênção de Pinto da Costa, e numa altura em que a influência de Antero Henrique não era o que já foi, ou melhor, não era o que voltou a ser. Torna-se indispensável mudar de vez a trajetória, essencialmente no capítulo das contratações, sob pena de o futuro ficar ameaçado, mais uma vez. Uma tarefa que vai obrigar a um grande esforço, sem dúvida; um desafio que vai obrigar à construção de um novo plantel, mais à semelhança do que José Peseiro quer para a próxima época e mais identificado com a realidade do FC Porto, um clube que nunca precisou de se abastecer no mercado espanhol para ser o que é…

1
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.