José Ribeiro
José Ribeiro Editor chefe

O que querem dragões e leões?

Na passada semana o futebol português entrou em combustão, porque FC Porto e Sporting sentiram-se prejudicados pelas arbitragens nos jogos que perderam, na Taça CTT, e colocaram em causa os critérios das nomeações dos inexperientes Luís Godinho (Moreirense-FC Porto) e Rui Oliveira (V. Setúbal-Sporting) para esses desafios decisivos. Ato contínuo, e por forma a tentar extinguir o ‘incêndio’, o Conselho de Arbitragem agendou uma reunião com todos os clubes profissionais, colocando-se à disposição para esclarecer tudo o que levantasse dúvidas acerca do setor.

Confesso que apenas uma dúvida me assaltava (a do critério) e aguardei com natural expetativa pelos resultados do encontro, porque para mim era óbvio que o representante do FC Porto ou o do Sporting questionariam José Fontelas Gomes (o líder do CA), em público, sobre o porquê de os jogos Moreirense-FC Porto e V. Setúbal-Sporting terem sido ‘olhados’ de forma tão diferente de todos os outros cinco onde se jogava uma possível qualificação para a 'final four' da Taça CTT. Debalde. O representante portista entrou mudo e saiu calado (os dragões preferiram discutir critérios em privado, no encontro que mantiveram com o CA no dia anterior…), enquanto o do Sporting levou a ‘cassete dos observadores’ e ‘esqueceu’ o verdadeiro motivo por que tal reunião havia sido marcada: os protestos na sequência dos jogos da 3ª jornada da Taça CTT.

Fontelas Gomes, que se saiba, não teve de explicar aquilo que para mim continua a ser um mistério: os diferentes critérios utilizados nas nomeações para jogos decisivos. Repare-se: V. Setúbal-Sporting, Rui Oliveira (9 jogos na Liga NOS); Moreirense-FC Porto, Luís Godinho (16 J); Belenenses-Feirense, Vasco Santos (94 J); Arouca-Varzim, Nuno Almeida (110 J); V. Guimarães-Benfica, Carlos Xistra (215 J); Marítimo-Sp. Braga, Bruno Paixão (231 J) e Rio Ave-Sp. Covilhã, Manuel Mota (70 J). Percebem a diferença? Fontelas Gomes poderia sempre dizer que os critérios tinham que ver com as notas obtidas nesta época, podia ter dito qualquer coisa para tentar justificar o tratamento tão desigual. Contudo, não precisou porque dragões e leões passaram ao lado do tema. Mas não foi essa a razão de tão inflamados protestos há uma semana?...

4
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.