caderno de apontamentos

Jorge Barbosa
Jorge Barbosa Editor chefe

Os maus hábitos de Nuno

O FC Porto de Nuno Espírito Santo tem dois meses e meio de trabalho, o que é manifestamente pouco para quem quer consolidar uma ideia de jogo, mas já é tempo mais do que suficiente, no entanto, para definir essa ideia de jogo. O que se verifica é que o treinador dos dragões, acabado de chegar à sua cadeira de sonho – talvez mais cedo do que pensaria –, ainda não definiu essa ideia de jogo, como se tem constatado nos oito compromissos oficiais já assumidos. O que se vê é um FC Porto ainda à procura da sua identidade, que muda de sistema tático e de rotinas e de intérpretes como quem muda de camisa, o que só tem prejudicado a afirmação da sua equipa.

Se analisarmos a construção do seu plantel, facilmente se constata que ele foi elaborado tendo como base principal o 4x3x3, aliás os jogadores contratados apontam para esse sistema de jogo – histórico na vida do clube – e, assim sendo, talvez seja boa ideia começar precisamente por aí, quer dizer, insistir nesse princípio e trabalhá-lo bem, criando rotinas e dinâmicas, de preferência sem mudar muito os seus intérpretes, ou pelo menos sem que eles mudem com frequência de posição no terreno, para que ele ganhe consistência e bons hábitos, para que a equipa cresça como equipa, o que não tem acontecido; e é também por aqui que se explica um início de época tão preocupante e já com cinco pontos perdidos em cinco jogos na Liga, o que é ponto a mais para quem quer ser campeão nacional.

Se o 4x3x3 foi utilizado em cinco dos oito jogos e com resultados aceitáveis, por que não insistir, então, nesta ideia de jogo, uma ideia que vai ao encontro das características dos seus jogadores, enraizá-lo na cabeça de cada um, aprofundá-lo, criando rotinas e estabelecer, a partir daí, sim, a ponte para um sistema alternativo? A ideia de jogo tem de ser criada com um sistema principal – Nuno Espírito Santo tem baralhado e tem alternado e até no mesmo jogo duas alternativas completamente diferentes – e só depois de ele estar devidamente oleado é que pode e deve partir para uma outra solução. E nada melhor do que o 4x3x3 para que essa ideia comece a desenvolver-se e a equipa comece a crescer, e sobretudo com os jogadores a criarem bons hábitos nos sítios onde mais rendem.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0