Verde na bola

Daniel Oliveira
Daniel Oliveira Analista Político

Queimar tempo

Uma semana passada da dolorosa derrota de Sporting contra o Benfica não sobra muita análise para fazer. O Sporting esteve mal na primeira parte, sofreu um golo na única jogada de perigo do Benfica, pressionou muito na segunda parte, falhou ainda mais e, depois do inacreditável falhanço de Bryan Ruiz, desapareceu de campo. O Benfica não jogou um pevide, mas o pevide que não jogou bastou-lhe. Era o Sporting que estava obrigado a dar tudo por tudo. A arbitragem, com este ou aquele erro, foi genericamente decente.

Tirando a eficaz pequenez do jogo que o Benfica fez naquele dia, só uma coisa me tirou realmente do sério: o tempo que os jogadores do Benfica passaram a rebolar-se no chão, a preparar remates ou a sair de campo. A queima de tempo foi de tal forma escandalosa que o árbitro foi obrigado a fazer vários avisos e a mostrar um cartão amarelo. Não é coisa especial do Benfica. Mais comum nas equipas fracas, este chico-espertismo tem história longa. Destrói a verdade do jogo e torna o espetáculo insuportável. E contra esta manha, que não é nacional, deveria ser aplicada a regra da generalidade das modalidades: só se conta o tempo em que há realmente jogo e o cronómetro para a cada interrupção, por pequena que seja. Reduzia-se o tempo oficial e ainda íamos ter mais jogo jogado do que hoje. De certeza que acabava este espetáculo degradante. E quem paga um bilhete para vibrar com um jogo de futebol não ficaria a aborrecer-se enquanto homens feitos simulam espasmos de dor a cada pequeno tropeção ou aprendem, com mais de vinte anos, a apertar os atacadores ou a colocar uma bola no relvado. A nós, poupavam a paciência. Aos atletas, poupavam a dignidade.

3
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0