Verde na bola

Daniel Oliveira
Daniel Oliveira Analista Político

Rastilho moral

As entidades reguladoras do jogo de azar, nacional e europeia, agiram perante a suspeita de irregularidades nas apostas sobre a partida entre o Feirense e o Rio Ave, que foram suspensas. A manipulação de resultados não é um assunto novo e o Parlamento está a discutir o reforço do combate à corrupção desportiva, com um agravamento das penas. O aumento da importância dos jogos de azar ligados ao futebol – longe vai o humilde totobola – aumentará ainda mais a pressão sobre a modalidade. A pressão dos corruptos e a dos fiscalizadores, o que pode vir a ser positivo para combater o clima de permissividade hoje existente. Entre os adeptos e os dirigentes, misturam-se dois sentimentos que só aparentemente são contraditórios: a acusação leviana e a tolerância perante a corrupção. A suspeita generalizada cria a sensação de que a corrupção faz parte do jogo. É muito mais difícil combater o que se julga ser norma.

Instalou-se entre os cidadãos a ideia de que Portugal é hoje mais corrupto do que foi no passado. Recordando-me de viver, na minha juventude, num país onde a pequena corrupção dominava o quotidiano de quem lidava com serviços públicos (e privados), estou absolutamente convencido do oposto. A diferença é que as instituições são muito mais escrutinadas pela comunicação social, a justiça é mais ativa e há muito mais censura social do que havia há 30 anos. Infelizmente, tudo isto ainda está por acontecer no futebol. Os jornais desportivos não se dedicam a este tipo de investigação, parece haver uma delegação de poderes na nada confiável justiça desportiva, o poder político tem medo de se meter em tal vespeiro e o clubismo dos adeptos tolera a corrupção na sua própria casa. Talvez este elemento externo – o jogo à volta do jogo – possa vir a ser o rastilho da moralização.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.