José Ribeiro
José Ribeiro Editor chefe

Um mistério chamado Peseiro

José Peseiro foi ontem despedido do Sp. Braga após ter sido eliminado da Taça de Portugal, em casa, pelo Sp. Covilhã. Esta prova, não sei se têm essa memória, já fez várias ‘vítimas’ ao longo dos anos. Recordo o dia em que Sousa Cintra despediu Manuel José por ter sido afastado, em Alvalade, em dezembro de 1989, pelo Marítimo. Como também não esqueço a tarde de novembro de 2002 em que Manuel Vilarinho, então presidente do Benfica, mostrou a porta da saída a Jesualdo Ferreira por ter perdido na Luz frente ao Gondomar.

Com três centrais lesionados, Peseiro poupou André Pinto; sem Mauro, Pedro Santos e Stojiljkovic, deu ‘abébias’ a Benítez e a Douglas Coutinho. Não devia ser suficiente para uma equipa de meio da tabela da 2ª Liga fazer uma surpresa. Mas foi. E ele devia estar mais avisado que qualquer outro, porque tudo o que pode acontecer de mau num jogo de futebol, já lhe aconteceu…

Aos 56 anos, Peseiro tem apenas 134 jogos no principal campeonato português (média de vitórias um pouco superior a 49%). Uma carreira com quase 25 anos traduz-se numa Taça da Liga e um título de campeão na Arábia Saudita. Para mim, trata-se de um mistério. Porque lembro-me bem do que jogava o Nacional orientado por ele; não esqueço o futebol positivo e de olhos na baliza que o Sporting conseguia; gostava francamente do Sp. Braga de 2012/13. E não entendo o que se passa com as equipas dele. Têm ideias bem definidas, são incisivas, conhecem de cor os caminhos de qualquer baliza e no entanto… pouco ou nada conquistam. Por isso foi perdendo crédito entre nós e teve de fazer pela vida muitos anos lá fora, em campeonatos periféricos.

Vai nascendo no alto da cabeça dele a ideia de perdedor. Não sei se tal ideia é justa, mas foi ele quem perdeu um campeonato (pelo Sporting) a duas jornadas do fim; foi ele quem perdeu a final da Taça UEFA em 2005 (Sporting), jogada em Alvalade; foi ele quem perdeu a final da Taça de Portugal pelo FC Porto, frente a este Sp. Braga; foi ele quem perdeu cinco dos 16 jogos disputados pelo FC Porto na época passada; foi ele quem acabou afastado da Liga Europa 16/17 nos descontos do último jogo da fase de grupos… Ninguém quer tanto azar junto.
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais