Hora do chá

Eládio Paramés
Eládio Paramés

O diário de Pogba e as estrelas cadentes

Um Mundial é sempre uma montra apetecível, onde todos, dirigentes, treinadores, clubes, agentes, jornalistas, comentadores e sobretudo jogadores querem estar, querem mostrar-se, querem, em especial, valorizar o produto, seja ele qual for. É um acontecimento onde frequentemente o individual se sobrepõe ao coletivo, onde Messi é mais importante que a Argentina, Neymar que o Brasil ou Cristiano que a lusa Seleção. Ainda que não devesse sê-lo… é assim, pois negócio é negócio e quando dele se trata vale tudo… ou quase tudo.

Não é por acaso que os clubes se apressam a contratar jogadores antes da sua realização – pois os valores são mais baixos e não vá uma exibição extra fazer com que estes subam; os agentes se esforçam para que os seus representados sejam chamados pelos selecionadores nacionais - porque se o seu (deles) desempenho for bom a sua (dele) comissão aumenta proporcionalmente; e os técnicos batalhem para transformar aquele grupo de egos individualistas num coletivo sólido – para que a melhoria da sua reputação os possa levar a novos e mais ricos desafios. Diga-se todavia que não é tarefa fácil, pois jogadores há que se esquecem que as verdadeiras ‘estrelas’ são aqueles que fazem a diferença em campo, dentro das quatro linhas, e não fora dele.

Mas como num Mundial corre muito dinheiro... há que aproveitar o momento. Pogba é um exemplo típico desse tipo de ‘estrela’, do jogador que aproveita ao máximo o negócio que rodeia o futebol e trata de fazer render ao máximo a sua imagem. Fora de campo, porque lá dentro… Por isso, há um ‘Thepogbadiaries’ na Fox Soccer, que o francês alimenta diariamente com textos e fotos e onde escreve coisas extraordinárias tais como "se o Messi pode andar a passo em campo eu também posso". E, em entrevista muito recente, disse que, numa semana em que haja mais treinos e mais estágios, o seu equilíbrio é afetado. Bem, num Mundial, em que a equipa está em estágio semanas seguidas, Pogba irá ficar muitíssimo desequilibrado… Será por isso que as suas exibições têm sido desastrosas (como, aliás, já tinham sido no Manchester United)? Ou será que aos 25 anos Pogba é já um ex-jogador? Deschamps parece não estar muito preocupado e até já garantiu que Pogba será titular contra a Austrália. Pudera, se necessário, tem ao seu dispor Matuidi, Nzonzi, Tolisso…

Será, portanto, um Mundial que confirmará quem são as reais ‘estrelas’, que jogadores se preocupam em mostrar em campo a sua classe independentemente das máquinas publicitárias que os apoiam. Será, portanto, um campeonato onde outras estrelas inesperadamente despontarão e, também, durante o qual as ‘cadentes’ tristemente desaparecerão, apagando-se o brilho do seu rasto. Tenho confiança que o nosso engenheiro não vai permitir que isto aconteça às nossas e que estas saibam acima de tudo ser uma constelação!

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais