Hora do Chá

Eládio Paramés
Eládio Paramés

São muitos milhões!

São dados que valem o que valem, ou seja, têm a importância que cada um lhes quiser dar. Reconheço todavia que, tomando-os como verdadeiros, são significativos, permitindo que deles se extraiam muitas e diferenciadas conclusões. A primeira é que o Man. United já não é o clube que melhor paga aos jogadores.

A lista recentemente publicada pelo ‘Global Sports Salaries Survey (GSSS)’, referente ao ano corrente , indica que o Barcelona subiu ao primeiro lugar (com 6,6 milhões de libras/ano em média salarial), pois inclui já a recente renovação salarial de Messi (qualquer coisa como 500 mil libras semanais), logo seguido de PSG (6,5) – só para Neymar vão 27,9 milhões de libras por ano – e do Real Madrid, cuja média salarial ronda os 6,2 milhões de libras.

O United caiu, por conseguinte, para a quarta posição, com o seu plantel a custar-lhe em média 5,2 milhões de libras por ano – descida que se deve em boa parte à poupança com as saídas de Rooney e Schweinsteiger, bem como ao ‘acerto’ feito com a renovação de Ibrahimovic – lugar que partilha com o City e o Bayern. Juventus (4,8 milhões de libras), Chelsea (4,4), Arsenal (4) e At. Madrid (3,8) completam o top ten dos mais pagadores.

Nenhum clube português está entre os 20 melhores pagantes (o Valencia encerra a listagem, com 2,4 milhões de libras/ano) e nesta listagem apenas há ingleses, espanhóis, italianos, um alemão e um francês. A média salarial semanal, em libras, é de 50,817 na Premier, 32,817 na La Liga, 24,492 na Serie A, 24,142 na Bundesliga e 18,162 na Ligue 1. Da Liga NOS não disponho de elementos, mas nem serão necessários para se perceber os ‘milagres’ que ainda se fazem no futebol português.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais