Clube dos pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Rui Jorge

Rui Jorge de Sousa Dias Macedo de Oliveira, mais conhecido por Rui Jorge é o atual treinador da Seleção Nacional sub-21. Foi um jogador de craveira, com sucesso na Seleção Nacional, foi 44 vezes internacional. Mas antes pertenceu à Selecção de sub-23, com a qual participou nos Jogos Olímpicos de Atlanta em 1996. Começou no FC Porto com 9 anos, passou pelo Rio Ave, voltou de novo ao FC Porto. Mudou-se para o Sporting e terminou no Belenenses, como jogador, e que chegou a ser treinador da equipa principal. Recebeu a condecoração Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, que se destina a distinguir quem prestou serviços relevantes a Portugal, no País e no estrangeiro. Rui Jorge participou no Euro'2004, em que Portugal foi vice-campeão.

Recordo-me há longos anos, quando ia treinar futebol de salão com uns amigos ao Pavilhão do Infesta, e o via já com veia de treinador, com a sua namorada e amigas, a treiná-las e a dar a sua opinião. Rui Jorge tem perfil para ser treinador de Seleção. Consegue transmitir a postura e atitude que os jogadores devem ter ao representar Portugal. Para um jogador, representar Portugal deve ser um orgulho, independentemente de tudo.

Para ter jogadores nesta Seleção Olímpica foi o cabo dos trabalhos. Rui Jorge ligou a 57 jogadores para chegar aos 18 que hoje estão no Brasil. Uma convocatória condicionada, mas mesmo assim não baixou os braços. É um homem de acreditar e com pensamento positivo. Nunca pensou em não ir aos Jogos Olímpicos por causa disto. Homem de personalidade, com carácter e que recusa dirigir uma equipa de coitadinhos.

Por outro lado, impera na sua relação com os jogadores a correção, transparência e a ausência de segredos. Prefere prevenir do que proibir. O que gosta de realçar é a dignidade das suas equipas: o comportamento, a postura, a entrega, a qualidade de jogo.

Rui Jorge apurou a Selecção Nacional de sub-21 para o Campeonato da Europa de 2015 e foi vice-campeão. Perdeu com a Suécia nos penáltis, mas não perdeu qualquer partida desde o início da fase de qualificação. Tem feito um excelente trabalho: apurou Portugal para os Jogos Olímpicos e já estamos quase qualificados para o Euro'2017 sub-21.

Portugal é a selecção de sub-21 que está há mais tempo sem conhecer o sabor da derrota em jogos oficiais, tendo ultrapassado o registo que era da Espanha. A última derrota aconteceu a 11 de Outubro de 2011, frente à Rússia (2x1), no apuramento para o Euro'2013.

Nestes Jogos Olímpicos, depois da grande vitória frente a Argentina no primeiro jogo por 2-0, Portugal venceu as Honduras com uma reviravolta no resultado estando a perder 0-1. Empatou com a Argélia e está nos quartos-de-final. Rui Jorge não quer ouvir falar de medalhas, mas tenho o feeling que vamos lá chegar.

Não deixa de ser surpreendente como consegue motivar jogadores que aparentemente foram uma segunda escolha. Todavia estão a demonstrar que poderiam ter sido uma primeira escolha. Há males que vêm por bem.

Rui Jorge é pragmático e realista, consegue fazer milagres e incutir grandes índices de confiança com quem trabalha. Chegando ao ponto de dizer que se enganou ao não escolher estes jogadores. Muita psicologia e força mental.

O futuro do futebol português está assegurado por Rui Jorge, que pode sonhar em ser mais alguma coisa do que treinador dos sub-21. Pode muito bem ser um digno sucessor de Fernando Santos quando este se afastar em 2020.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0