Clube dos pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Portugal

A jornada dupla de Portugal para o apuramento para o Campeonato Mundial 2018, correu de feição. Vencemos as Ilhas Faroé, como tinha que ser no estádio do Bessa, num relvado depauperado e que dá uma imagem má, para quem disputa jogos desta dimensão. Um relvado de futebol é verde, não é manchado por castanho claro e outras cores para além do verde!

Voltou Nélson Oliveira e com um golo, um jogador fabuloso que deu indicações que seria um craque, mas que oscilou no seguimento da sua carreira. Esperemos que esteja bem e confiante. Ronaldo marcou um golo acrobático e belo.

Na Hungria que era um jogo do tudo ou nada, foi tudo - vencemos (1-0). Um jogo muito difícil com uma virilidade e agressividade impressionantes. Pepe foi o primeiro a ser atingido e depois Cédric. Felizmente que um jogador húngaro foi expulso e as coisas tornaram-se mais fáceis.

Pepe é um dos melhores centrais do Mundo e é incompreensível o Real Madrid não ter renovado com ele. Se ele tivesse jogado contra o Valência com toda a certeza o Real Madrid não teria empatado em casa. Mas o Zidane é que sabe, gosta mais de Varane seu compatriota.

A seguir à expulsão, foi Fábio Coentrão que se lesionou. Coentrão tem que ir à bruxa, lesões atrás de lesões. É pena pois é um jogador raçudo que dá tudo em campo.

O golo surgiu e deu-nos alguma tranquilidade. O nosso meio-campo é fabuloso no domínio e troca de bola. O resto vem por acréscimo. Ronaldo encontra-se num momento de forma excelente. Ou marca ou dá a marcar e assim se fez um triunfo suado mas importantíssimo.

Quaresma é um jogador que tem que jogar mais tempo, pela sua criatividade e genialidade. É um desperdício de talento estar tanto tempo no banco.

Agora falta redimir-nos da derrota contra a Suíça, que é uma equipa difícil e está motivada para não perder.
No próximo jogo em Portugal contra a Suíça todos temos que ser pela Selecção Nacional, para o apuramento directo e porventura o último campeonato do Mundo de Ronaldo ao mais alto nível.

A selecção portuguesa iniciou a qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018 com uma derrota na Suíça (0-2). Dia 10 de Outubro saberemos se vamos ao play-off ou somos apurados directamente.

Nota: no US Open, vi um jogo de ténis extraordinário de Del Potro contra Thiem, em que mais parecia um jogo de futebol com claques. Del Potro estava doente, mas depois de perder os dois primeiros sets, ressuscitou dessa letargia e venceu de uma forma épica e fantástica. Tive o prazer de assistir a essa partida segunda-feira de madrugada. Fabuloso pela emoção e ambiente no court. A seguir foi Federer. Assim vale a pena ver ténis. Na Vuelta, Nibali e Contador fazem mossa ao poderio da Sky de Froome.

Fundador do Clube dos Pensadores
*escrevo ao abrigo do AO

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais