Clube dos Pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Campeonato taco-a-taco

O futebol ajuda e facilita, a voltar à normalidade, algo que buscamos como uma felicidade. Viver como antigamente é o que nós queremos, ter um estádio cheio e emoção a rodos.

O futebol é um entretimento e o campeonato português está ao rubro. Se fosse antes da pandemia o impacto que não teria a derrota do Porto em Famalicão, e agora, o empate no Desp.Aves.

Sinceramente este futebol está mais equilibrado e mais emocionante no que concerne ao jogo dentro das 4 linhas, mas falta qualquer coisa, é como comer algo sem têmpero. Tudo que se tem assistido nada tem que ver com o antigamente. O Benfica com enorme dificuldade, venceu o Rio Ave por 2-1 contra 9 jogadores nos últimos 30 minutos. O campeonato está taco-a-taco, Porto e Benfica estão empatados no cimo da tabela.

Lá por fora, a Juventus empatou com o Milan, apurou-se para a final, mas perdeu a Taça de Itália nos penáltis contra o Nápoles.

Ronaldo está muito discreto e perdulário, falhou um penálti contra o Milan. O mesmo aconteceu ao Porto com Zé Luís que desperdiçou um penálti e obrigou o Porto a aplicar-se.

O Bayern de Munique já é campeão, para variar, é o seu 8.º título consecutivo.

Em Inglaterra a Premier League está de volta, mas não há grandes dúvidas que o Liverpool será o campeão. Todavia no topo da tabela a luta será grande para o apuramento para a Liga dos Campeões. E, é sempre um prazer ver Mourinho e o Tottenham actuar.

O futebol sem público perde contexto e paixão, mas até prova em contrário é o que há.

Às vezes parece que vivo num Mundo diferente dos demais! Em Portugal, Espanha, Itália futebol sem público e qualquer evento desportivo. Vi na televisão, na Sérvia no "Adria Tour", Djokovic a jogar com 15.000 pessoas a assistir sem distância física e a grande maioria sem máscaras. Na Nova Zelândia 20.000 pessoas a assistir a uma partida de râguebi. 

Seria aceitável um estádio ter 1/3 da sua lotação. O jogo desenrola-se ao ar livre e como há cadeiras poderiam ficar os adeptos espaçados.

O futebol sem público parece um treino, o futebol com público aumenta o interesse e o nível competitivo. Mas vamos lentamente voltar ao normal. Também está para chegar a Fórmula1, o MotoGP, o ténis e o ciclismo.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0