Clube dos Pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Djokovic positivo

Djokovic deu positivo por Covid-19, hoje em dia é algo normal, mas tendo em conta as circunstâncias em que aconteceu. É caso para pensar!

Depois de ver as imagens na televisão do "Adria ATP", não fiquei espantado. Gostava que nada tivesse acontecido, mas esta notícia é desencorajadora.

Para além, de Djokovic deu positivo Coric, Troicki e Dimitrov. Tenho boa impressão de Djokovic um bom tipo e singular, é educado, agradável e frequentemente colabora com os estratos sociais mais baixos de Belgrado, sem publicidade e de forma discreta.

Quando vi na televisão mais de 4000 pessoas a assistir umas perto das outras, sem máscaras e provavelmente sem gel desinfectante nas imediações. Disse para mim, isto tem tudo para dar mal, mas se correr bem e nada se passar seria bom. Mostrava-nos que era possível desconfinar no desporto e ter assistência.

Apesar de Djokovic alegar ter tomado todas as medidas prescritas pelo governo, as coisas não correram bem e foi uma temeridade. Apesar de se ter respeitado o protocolo exigido pelas autoridades sérvias e croatas, viu-se imagens dos tenistas entre multidões, abraços, a dançar numa discoteca, sem máscaras e distância de segurança.

O evento foi cancelado e fica alguma sensação de irresponsabilidade, que não se tomaram todas as medidas de precaução. Entretanto, Aleksandar Vucic do Partido Progressista Sérvio, que autorizou o "Adria Tour" de Djokovic, impôs-se de forma contundente nas eleições.

Foi pena ter dado para torto e, no futuro há que tomar todas as precauções. Foi um mau exemplo que não se deve repetir.

A ideia deste torneio era por uma boa causa, pretendia relembrar o pior da guerra dos Balcãs. Era uma maneira de unir e partilhar uma mensagem de solidariedade de cada país da região. O "Adria Tour" foi também pensado para ajudar os jogadores do Sudeste da Europa a recuperar seu lugar na competição enquanto o circuito oficial estiver parado.

Ficou evidente que uma boa ideia se tornou, neste momento, uma má ideia.

O vírus está debilitado, mas desafortunadamente continua presente. Esta lição é muito importante para todo o Mundo, incluindo Portugal. Não podemos relaxar e iludirmo-nos. Temos que aprender a suportar esta calamidade e viver com ela com restrições.

 Djokovic sabia os riscos que estava a correr, mas acho que não foi negligência, todavia arriscou, sonhou e saiu-se mal.

Agora temos que tirar as devidas ilações.

Isto faz-me lembrar quando dizemos aos nossos filhos para colocarem capacete para andarem de bicicleta. Eles não fazem caso, só quando caem é que aprendem. A seguir usam capacete sem nós lhes dizermos nada.

Aprendamos com os erros, não podemos baixar a guarda.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0