Clube dos Pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Mundial de Clubes

Realiza-se durante esta semana o Mundial de Clubes no Japão, nas cidades de Osaka e Yokohama. No dia 8 de dezembro disputou-se o jogo do play-off para apuramento dos quartos-de-final: Kashima Antlers-Auckland City (2-1). Dia 11 de Dezembro realizaram-se os jogos dos quartos-de-final: Jeonbuk-Club América (1-2) e Mamelodi Sundowns-Kashima Antlers (0-2).

O Real Madrid e o Atlético Nacional ficaram isentos dos quartos-de-final e são apurados directamente para as meias-finais. Os jogos das meias-finais: Atlético Nacional-Kashima Antlers (0-3) e Real Madrid-Club América (2-0) realizaram dia 14 e 15 de Dezembro respectivamente.

O Mundial de Clubes nunca desperta muito interesse nos adeptos do futebol. Realiza-se sempre muito longe onde o futebol tem maior projecção: Europa ou América do Sul. Por outro lado, os campeonatos nacionais e a Liga dos Campeões despertam muito mais atenção. Quem está em várias frentes como o Real Madrid, a realização destes jogos e a viagem para o Japão são sempre uma sobrecarga e esforço adicional. Seria importante o Real Madrid ser campeão.

Zidane, quando era adjunto de Carlo Ancelotti, recorda-se muito bem, que em 2014, o Real Madrid vinha de 22 vitórias consecutivas e a harmonia era um facto. Todavia, depois de vencer o Mundial de Clubes, teve duas derrotas consecutivas perante Valencia e Atlético, e um empate nas cinco partidas seguintes. Precavendo-se contra o 'mal do Mundialito', Zidane arriscou e prescindiu de Ronaldo, Benzema e Modric em La Liga. Ronaldo tem 31 anos e os minutos de jogo começam a ser um factor a ter em conta. Deste modo foi poupado. Por outro lado, a sua forma não é muito boa.

O Real Madrid venceu no sábado o Deportivo da Corunha (3-2), mas esteve a perder e não jogou por aí além. O salvador foi o artista do costume - Sergio Ramos, nos instantes finais. O Real Madrid parte para este Mundial de Clubes com o recorde de 35 partidas sem perder, superando a marca estabelecida pelo Real Madrid na época 1988/89, tendo no comando técnico Leo Beenhakker. Zidane já fez história com 26 vitórias e os 9 empates. Agora o objectivo seguinte é alcançar a marca de 39 partidas invicto que pertence ao Barcelona de Luis Enrique desde a época passada.

Para isso tem que vencer o Mundial de Clubes, em que realiza dois jogos, depois vencer nos oitavos-de final da Taça do Rei, por fim, o Granada na Liga.

O Nottingham Forest conseguiu na época 1977/78 estar sem perder 40 jogos. Mas o recorde absoluto vem de Itália, da Juventus de Antonio Conte: 43 jogos sem perder na época 2010/11.

Zidane é um treinador que procura ir de encontro aos seus jogadores, não deixa de liderar sem impor. A vantagem de ter sido jogador dá-lhe um acrescento na forma como se deve relacionar com os seus jogadores. Os seus métodos e tácticas são flexíveis e adaptáveis. Isso é a grande vantagem no sucesso que tem tido no Real Madrid, aliada à boa relação pessoal com os jogadores.

A curiosidade deste Mundial é a utilização das novas tecnologias. Permite rever as jogadas para verificar se é ou não golo, se houve ou não penálti e se um jogador foi bem expulso ou não. No jogo Atlético Nacional-Kashima Antlers, das meias-finais, o árbitro assinalou um penálti apoiando-se na tecnologia, mas enganou-se, pois o jogador Nishi estava fora-de-jogo.

O curioso é que a tecnologia ajudou a ver que era penálti, mas o árbitro não se apercebeu da posição adiantada do jogador. Há coisas que têm que ser melhoradas, como, por exemplo, o tempo morto para analisar o lance duvidoso no vídeo. Todavia, o caminho é este para prevalecer a verdade desportiva, e, apesar deste equívoco, a falta para penálti é clara.

Nota: Ronaldo venceu a Bola de Ouro e soma quatro. Deveria ter tantas como Messi, que venceu uma Bola de Ouro no ano do Mundial no Brasil e não a mereceu de todo.

*o autor escreve ao abrigo do anterior Acordo Ortográfico

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais