Clube dos pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Pinto da Costa e Vítor Baía

Apercebi-me que Vítor Baía admite, um dia, ser candidato ao FC Porto. Mostra-se preparadíssimo e teceu algumas críticas: deve-se correr com a estrutura do futebol do FC Porto; pessoas que dão facadas a Pinto da Costa estão a seu lado; não concorda com a destruição da cultura do FC Porto e da sua formação; entre outras. Vítor Baía nunca colocou a hipótese de avançar contra Pinto da Costa e faz bem.

Relembro que, em 2013, Pinto da Costa foi reconduzido como presidente do FC Porto até 2016, com 99,13% dos votos. E preside ao seu 13º mandato que está a findar e vai recandidatar-se, de novo.

A esposa de Pinto da Costa veio a terreiro atacar Vítor Baía nas redes sociais. Até esta altura, nunca tinha ouvido ou lido, o que quer que seja, da esposa de Pinto da Costa sobre a vida interna do FC Porto. Fiquei espantado! Pinto da Costa desconhecia a reacção da sua esposa e foi apanhado de surpresa com as suas declarações.

Este episódio faz-me pensar numa coisa. Tenho grande admiração e respeito por Pinto da Costa, mas os lugares não são eternos, nem cativos. Vítor Baía ou outra pessoa qualquer tem todo o direito de concorrer à presidência do Porto, desde que seja sócio e esteja em condições para ser candidato. Quem quiser e tiver a legitimidade das assinaturas necessárias pode candidatar-se. O resto fica ao critério dos sócios no dia da votação.

Concorrer à presidência do FC Porto, não é estar contra Pinto da Costa, mas ter uma opinião própria e diferente dos destinos do Porto. Qual é o problema? Um clube também deve procurar ser democrático e aceitar o pensamento diferente.

Vítor Baía, só porque manifesta pretensão de concorrer é atacado e denegrida a sua imagem! A presidência do FC Porto não é propriedade de ninguém, nem esse lugar foi entronizado!

Vítor Baía ao veicular as suas opiniões pelo Correio da Manhã e CMTV foi atacado pelos seus detractores, alegando que esta imprensa há muito tempo que se dedica a denegrir a imagem de Pinto da Costa e do Porto.

Numa democracia temos que aprender a viver na pluralidade de informação e opinião. Já não se justifica esta clivagem Norte-Sul, Porto-Lisboa, jornais Norte - Sul. O FC Porto já atingiu uma dimensão e uma marca que supera totalmente estas tricas.

A questão desta pseudo-polémica fez-me reflectir no seguinte. Quando se pensa em Pinto da Costa ou em Vítor Baía, o que nos vem à mente? Pinto da Costa o melhor presidente do Porto, Vítor Baía o melhor guarda-redes do Porto. O resto é conversa. São dois enormes patrimónios do Clube, cada um no seu lugar.

Se calhar, as apreciações de Vítor Baía, o pensar um dia ser candidato, coloca a questão a Pinto da Costa que deve procurar sair pela porta grande e não pela pequena. Como me dizia Vicente Jorge Silva: "A estatura de um homem vê-se como chega ao poder, como exerce o poder e como abandona o poder".

Pinto da Costa tem todo o direito do mundo de se recandidatar e ser presidente em quanto desejar e quiser, mas deve começar a pensar na sua sucessão. A sua sucessão não é um sacrilégio ou heresia, mas a lei da vida.

A ingratidão no futebol é uma constante. Um dia destes, podemos ver muitos portistas a quererem correr com Pinto da Costa. O que não será bonito, nem elegante, nem admissível depois de tudo que deu ao FC Porto. Todavia, pode ser que a admiração que se sente por Pinto da Costa, o carisma que transmite, ainda seja, o que requer o FC Porto para conquistar o Santo Graal de superar o Benfica e Sporting e conquistar títulos a nível interno e na Europa.
Pinto da Costa que seja presidente e, um dia, Vítor Baía também o possa ser.

1
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0