Clube dos pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Real Madrid e Manchester United

Em Espanha, para a La Liga, o Real Madrid voltou a empatar. Antes, foi em casa contra o Villarreal e agora em Las Palmas. Ronaldo não esteve bem e mostrou-se enfadado por ser substituído, mas não tem razão nem deve proferir palavrões que toda a gente percebeu na televisão. Uma equipa de futebol como o Real Madrid é um todo e não uma parte. Ronaldo não está em forma e precisa de tempo para voltar ao seu nível. Teve a lesão e muito tempo parado. Ronaldo para jogar bem precisa de estar bem fisicamente. Só lhe fica mal, perante si, perante os seus colegas e perante quem o aprecia. Deveria ficar zangado e triste por estar a jogar tão mal, e não, por ser substituído.

O Real Madrid começou o campeonato com quatro vitórias seguidas, sem muitos sobressaltos, mas estes dois empates permitiram aproximação do Barcelona e do Atlético de Madrid.

O Barcelona mesmo sem Messi cumpriu e o Atlético de Madrid com Griezmann em bom plano continuam na órbita do primeiro lugar.

O Real Madrid jogou mal a primeira parte mas na segunda parte rectificou, mas há dias que a roleta gira e foi para o Las Palmas que empatou nos minutos finais, em que já ninguém esperava tal desfecho.

O Real Madrid ficou boquiaberto e nota-se a ausência de Casemiro e de Pepe. Sergio Ramos merece ir para o banco dos suplentes com os seus erros constantes e desconexos prejudicando a sua equipa. Esta terça-feira empataram com o Borussia Dortmund. Ronaldo marcou um golo e festejou com Zidane. Parece que as coisas acalmaram.

Em Inglaterra o Manchester United foi grande para não dizer enorme. Arrumou com o Leicester com uma facilidade incrível. Mourinho que teve a coragem de colocar Rooney no banco, apesar de ser um jogador carismático todavia está atravessar um mau momento. O Manchester sem Rooney melhorou o seu rendimento. Mata esteve surpreendente, pautou muito bem o jogo com a sua visão, capacidade de abrir espaços e rasgar a defesa com os seus passes. Rooney só tem 30 anos mas as 15 temporadas que leva sempre no topo estão a fazer-se notar mostrando algum cansaço e desacerto.

Mourinho sempre polémico, agora com a publicação de uma nova biografia em que desvenda alguns segredos, todavia no jogo e com os seus colegas de profissão está mais comedido.

O Manchester deu um recital de bem jogar e de querer atirar para trás das costas os resultados menos bons da semana passada. Pogba até já marcou um golo, ao contrário de Ibramovich que voltou a ficar em branco.

Mourinho com a sua ironia habitual disse na véspera do jogo que estão a tentar apagar 16 anos da minha carreira por causa de uma má semana.

Mas a verdade é que o Manchester United assimilou a sua estratégia rectificou o que estava mal, lançou outros jogadores, especialmente Mata que esteve excelente e respondeu em campo com uma boa vitória. O Manchester United começou bem, com grande intensidade, dinamismo e duros na defesa. No fundo ganharam à campeão. Agora tem que vencer esta quinta-feira para a Liga Europa o Zorya Luhansk.

*o autor escreve ao abrigo da antiga grafia

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.