Clubes dos pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Ronaldo: a maldição dos penáltis

Esta época Ronaldo já falhou várias grandes penalidades. Na semana passada chamou-me à atenção o facto de falhado dois seguidos, o que não é habitual. Há uns dias falhou perante o Sevilha, em que mandou a bola pelo ar, para a bancada. Na sexta-feira, pela Seleção Nacional, voltou a falhar perante a Bulgária, permitindo a defesa do guarda-redes.

Para mim é surpreendente, pois, com estes dois falhados, mais o penálti perante o Málaga, atingiu o falhanço de três penáltis em pouco mais de um mês.

A relação que Ronaldo ultimamente tem com os pontapés da marca de 11 metros não é a melhor. Em bolas paradas, quer de penálti quer de livres perto da área, não atravessa o melhor momento. Todavia, continua a ser considerado um especialista e um dos melhores do mundo.

Vendo a estatística da Liga Espanhola esta época, Messi leva quatro penáltis falhados (incluindo aquele do passe para Suárez), sendo o jogador que mais falhou. Ronaldo leva três.

Ronaldo não está ao nível de anos anteriores, o que é normal: está mais velho, houve mudanças de treinadores no Real Madrid e é difícil de atingir sempre o nível estratosférico de anos anteriores.

Na Liga espanhola, tem 28 golos e 9 assistências. Messi tem 22 golos e 12 assistências, segundo as estatísticas. Na Liga dos Campeões, Ronaldo vai na frente e destacado com 13 golos: 8 com os pés, 2 de cabeça, 2 de penálti, 1 de falta. Messi tem apenas 6: 5 com os pés e 1 de penálti.

Este fim de semana teremos o clássico entre o Real Madrid e Barcelona. Os merengues têm o campeonato praticamente perdido, mas a Liga dos Campeões continua a ser um sonho realizável, para salvar a temporada desastrosa.

Ronaldo continua esta época a ter uma percentagem de 66,6% de eficácia. Todavia desde que chegou a Madrid, apontou 75 penáltis em todas as competições com uma eficácia de 86,6%, falhando somente 10.

No total da sua carreira apontou 108 penáltis e marcou 90, uma percentagem de eficácia de 83,4%, um pouco abaixo do que já fez em Madrid.

É importante ter um Ronaldo com a sua confiança em alta e recuperada para a Seleção portuguesa e para o Real Madrid. Portugal precisa de um Ronaldo em pleno no Euro'2016.

Nota: morreu Johan Cruyff, jogador elegante e versátil que tornou o futebol mais belo. Não ficou nada atrás de Pelé ou Maradona. Até breve…

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0