Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Ronaldomania

O primeiro jogo oficial da Juventus é este sábado, 18 de Agosto, pelas 17 horas. Ronaldo estreia-se no campeonato italiano, contra o Chievo Verona. Nesse dia vou ver o jogo na televisão com muito interesse e grande expectativa, como se vai desenrolar e o seu entrosamento com os restantes jogadores. Na semana seguinte joga contra a Lazio em casa e aí será porventura a loucura total, Ronaldo a jogar pela Vecchia Signora em Juventus Stadium.

A "Ronaldomania" está implantada em Itália, toda agente quer algo de Ronaldo, ou camisolas ou saber o que se passa com ele na vida de jogador ou na vida privada, ou como vai ser como jogador ao serviço da Juventus.
A Juventus certamente esperaria que a contratação de Cristiano Ronaldo gerasse um impacto incrível, mas nunca pensou que a interesse se elevasse ao estatuto de loucura. Começou com a venda de camisolas, em que já pagou quase o passe do jogador, já não há mais camisolas disponíveis para venda. Foi a maior jogada de marketing dos últimos anos, toda a gente está com os olhos em Itália, no seu campeonato, na Juventus e do que Ronaldo vai ser capaz de fazer.

Ronaldo num jogo treino foi a loucura total, com os adeptos a invadirem o campo e o jogo a ter que terminar mais cedo, com invasão de campo para os adeptos estarem junto dele. A Ronaldomania está a transformar-se em histeria, o pequeno estádio de cinco mil lugares estava esgotado há vários dias e a sua lotação era muito superior aos habitantes daquela localidade. Foi proibida a venda de álcool, a circulação foi fechada em várias ruas, criada uma zona vermelha de segurança máxima e mais de 600 seguranças e polícias estiveram a vigiar a par e passo todos os acontecimentos em redor da estreia de Cristiano Ronaldo.

Tudo isto só é possível porque Ronaldo está na Juventus, o Presidente do Parlamento Europeu, Antoni Tajani, esteve com Ronaldo, Marcelo do Real Madrid pondera juntar-se a Ronaldo na Juventus. Ronaldo não vai jogar a Supertaça europeia, já não é jogador do Real Madrid, mas Sergio Ramos teve que falar dele e dizer uma coisa e pensar outra (Ronaldo não faz falta segundo ele, mas lá no íntimo sabe que não é verdade). O Real Madrid começou a perder um troféu, derrotado inapelavelmente pelo Atlético de Madrid, o começo do seu fim.

Ronaldo custou à Juventus 112 milhões de euros, mas as mais-valias que gera compensa tudo isso. Ronaldo faz girar tudo à sua volta e provoca um interesse inusitado.
Bonito seria a Juventus defrontar o Real Madrid na Liga dos Campeões e vencer. Buffon tem razão ao afirmar: "Espero que consiga dar à Juventus aquilo que deu às suas anteriores equipas. Mas seguramente não vai dar ao clube os desgostos que deu nos últimos anos, como rival". Isso é ponto assente a Juventus está livre de sofrer os seus golos, mas Buffon continua no olho do furacão pois a Juventus pode ter que jogar contra o PSG.

Há algo que pode influenciar o rendimento de Ronaldo, a ausência da sua mãe que foi sempre um baluarte e um esteio em sua defesa e funcionou como a sua almofada nos momentos menos bons. Vamos ver como tudo se desenrola, mas estou em crer que, um destes dias, a Dolores Aveiro vai a Turim dar uma "forcinha" ao seu querido filho.

Não tenho dúvidas, que Ronaldo chegou onde chegou, pelo ambiente familiar em que sempre se escudou e pela sua mãe que foi e continua a ser a matriarca.

O mau relacionamento com Georgina pode vir a prejudicar Ronaldo, pois fica dividido entre dois amores: o da sua mãe e da sua actual namorada. Esperemos que esta guerra aberta não prejudique Ronaldo.

Fundador do Clube dos Pensadores
*escrevo ao abrigo do antigo AO

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.