Record

À minha maneira

José Manuel Freitas
José Manuel Freitas

Sousa Cintra o otimista!

Segue em ritmo acelerado tudo aquilo que diz respeito ao futuro do Sporting, como se prova pelo contínuo surgimento de candidatos à liderança do clube/SAD – para já são seis, embora dois deles, Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, possam ficar pelo caminho - e pelo que se vai ouvindo e lendo não será de estranhar se até 9 de agosto surgirem mais candidaturas, com a convicção de que nem todas se exporão ao sufrágio. Porém, há realidade que se torna indiscutível e indesmentível: pela profusão daqueles que querem assumir a cadeira do poder, o leão não pode estar sem juba, muito menos falido. Mais: fica claro que de que a grandeza do Sporting é incontestável e que o seu crédito, diga-se o que se disser, não deixa espaço a dúvidas. Sendo verdade que para este estado de coisas muito contribuiu a acalmia dos últimos dias e esse estado de tranquilidade tem um nome: José de Sousa Cintra. O seu otimismo tem contagiado a nação leonina, a sua bonomia tem marcado pontos, a forma como tem liderado alguns dossiers serve de memória futura – nem eram necessários os elogios de José Roquete. Resgatar Bruno Fernandes, contratar Nani e ter encontrado em José Peseiro o homem para acalmar o futebol leonino obrigam os leões a ficarem eternamente gratos ao ex-presidente.

Cristiano Ronaldo já é jogador da Juventus. Em Itália rejubila-se, em Madrid, tirando companheiros e adversários, domina uma certa indiferença. No futuro se verá quem chorará lágrimas de sangue e se Florentino Pérez não pagará todo o mal que fez aos 'merengues'.

Deixe o seu comentário
M