Números da Liga

Luís Avelãs
Luís Avelãs Jornalista

Ainda não houve jornadas a acabar sem expulsões

Portugal está longe de ser um país onde se pratica um futebol demasiado viril, aqui e ali a roçar a violência, como sucede, por exemplo, em quase toda a América do Sul, com particular destaque para a Argentina. Ainda assim, a verdade é que, esta época, a meio da Liga, nenhuma das 17 jornadas já disputadas passou sem pelo menos um cartão vermelho.

Ao todo, nos 153 encontros realizados, os árbitros exibiram 45 vezes o cartão vermelho (19 diretos e 26 por acumulação). Por jornada, o registo oscilou entre uma só expulsão (três vezes) e as cinco (na ronda 9).

Comparando com os dados das três últimas temporadas – quando o campeonato voltou a ser disputado por 18 equipas –, a tendência de diminuição do número de expulsões conheceu agora um travão. De facto, depois de 63 na primeira volta da época 2014/15, o número desceu para 56 em 2015/16 e para 42 na temporada 2016/17. Significa pois que, agora, há mais três vermelhos. Será suficiente para colocar em causa a descida progressiva também no final da prova? Isso é o que se irá ver durante a segunda volta, sabendo-se que a queda tem sido muito relevante: de 124 em 2014/15 para 80 na última época.

Regressando à atual edição da Liga, o Rio Ave é a equipa com mais vermelhos (6), enquanto o Sporting foi o único emblema a cumprir os 17 jogos sem uma única expulsão. Por outro lado, Chaves e Sp. Braga são as formações que mais expulsões (4) provocaram aos opositores, ao passo que Portimonense, Rio Ave e Sporting só o conseguiram uma vez. Por exclusão de partes, os duelos envolvendo o clube de Alvalade são os que menos vermelhos tiveram (1).

Os jogos Estoril-V. Guimarães (jornada 2) e Feirense-Rio Ave (9) foram as partidas mais ‘avermelhadas’ da primeira volta. A título de curiosidade acrescente-se que Carlos Xistra (Castelo Branco) e Rui Oliveira (Porto), respetivamente, foram os árbitros dos encontros em causa.

SABIA QUE...

Marítimo e V. Guimarães vão numa sequência de três derrotas? Os vimaranenses já haviam sido derrotados cinco vezes nas primeiras 14 jornadas, período em que os insulares só foram derrotados... três vezes.

O Tondela marcou sempre um golo nas derradeiras cinco jornadas? A equipa que mais vezes repetiu o mesmo desempenho ofensivo em toda a primeira volta foi o Estoril, conjunto que esteve sete rondas seguidas (da 7 à 13) sem festejar um único golo.
O V. Setúbal só não sofreu golos uma vez? Foi na 5.ª ronda, quando os sadinos receberam e derrotaram o Sp. Braga (2-0). De resto, são 16 jornadas sempre a ver a baliza violada.

O Feirense só fez nove remates no somatório dos últimos três jogos? São três ‘disparos’ em três rondas seguidas. E antes a formação fogaceira tinha conseguido... quatro! Não surpreende, assim, que este seja o clube com menos remates na prova (116), a 14 do Marítimo e a 20 do Boavista.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.