Números da Liga

Luís Avelãs
Luís Avelãs Jornalista

Arouca: um caso de estudo

Quando estamos a escassas duas jornadas do termo da Liga, o Arouca tem a qualificação para as competições europeias muito bem encaminhada. A confirmar-se, será não só um feito histórico, mas também um prémio justo para quem tem realizado uma temporada sensacional.

Mas dizer que a equipa de Lito Vidigaltem feito uma época muito acima das previsões não chega para ilustrar o que realmente tem sido conseguido por uma formação que, ‘a priori’, parecia apontada apenas para lutar pela permanência. Por exemplo, será que todos os amantes da modalidade já perceberam que o Arouca tem menos derrotas (6) na Liga do que o FC Porto ou o Sp. Braga (7)? Pois... é verdade. Como também é certo que nas últimas 13 partidas somente sofreu um desaire, tal como sucedeu com Benfica e Sporting, os emblemas que lutam taco a taco pela conquista do título.
 
Deixemos esses factos– que ajudam a explicar a extraordinária classificação, o quinto posto – e vamos olhar para algo que, em teoria, não encaixa minimamente: o Arouca é a equipa que menos faltas faz na prova (420, à média de 13,12 por encontro) mas também a que tem sido mais penalizada com cartões amarelos (114 ou 3,56 por partida). Parece mentira... mas é verdade.

A comprovar esta estranha tendência, na última ronda, na vitória caseira perante o Nacional (3-0), o Arouca cometeu escassas quatro infrações (recorde mínimo da época, com destaque para o facto de não ter feito nenhuma na segunda parte), mas mesmo assim viu o juiz Cosme Machado mostrar-lhe dois cartões! Mais improvável: o presidente Carlos Pinho foi expulso (e posteriormente suspenso por 13 dias) por ter questionado a marcação de uma falta contra a sua equipa...

Feitas as contas, o Arouca vê um amarelo por cada 3,68 infrações cometidas. Já o P. Ferreira – a equipa mais faltosa da prova (soma 586) – só é sancionada a cada 5,52 faltas. Perante isto, conclui-se que os arouquenses fazem poucas faltas, mas ‘carregam forte’ quando as cometem ou, por outro lado, são especialistas em ‘matar’ situações claras de contra-ataque que levam os juízes a puxar dos cartões.

SABIA QUE...

O jogo Sp. Braga-V. Setúbal passou a deter o recorde de cartões na época? Com efeito, Sérgio Piscarreta mostrou 15 cartões no Minho, 13 amarelos e 2 vermelhos.

O Marítimo, apesar de ser a equipa com mais expulsões na época, cumpriu o quarto jogo seguido sem acabar em inferioridade? É a segunda vez na temporada que os insulares conseguem estar quatro partidas seguidas sem expulsões. Ainda assim somam 18 vermelhos, bem mais do que o V. Setúbal (11), o segundo colocado neste ranking negativo.


Benfica e Sporting têm o mesmo número de cartões amarelos? Nesta altura, os rivais apresentam 69 amarelos.

André Almeida foi o primeiro benfiquista expulso nesta edição da Liga? Com dois amarelos (o último a pedido), o lateral das águias saiu mais cedo e fez com que, agora, todos os clubes tenham vermelhos.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0