Números da Liga

Luís Avelãs
Luís Avelãs Jornalista

Ascensão notável do Aves vai a exame no Estádio da Luz

No final da jornada 20, depois da derrota em Braga (0-2), o Aves estava em último na classificação, com apenas 14 pontos. A situação era complicada – a equipa conquistara somente um empate nas derradeiras sete partidas –, apesar da distância para o 16.º posto – o derradeiro a garantir a permanência no escalão – ser apenas de 1 ponto.

De repente, tudo se alterou. Tanto que, nesta altura, a formação avense é a única – à exceção dos dois da frente, FC Porto e Benfica – a ter sido capaz de pontuar nos últimos cinco compromissos. Sim, por improvável que possa parecer, mais ainda face ao período difícil que a equipa vivera recentemente, o Aves vai numa inesperada sequência de cinco partidas sem sofrer o amargo sabor da derrota. Mas, o feito do conjunto agora liderado pelo experiente José Mota não se fica por aí. Podemos acrescentar que nos tais 15 pontos disputados a equipa amealhou 11 – apenas menos três do que conseguira nas 20 rondas anteriores –, o saldo de golos foi de 11-2 e nas derradeiras três partidas nem um golo encaixou, algo que também Sp. Braga e Belenenses lograram.

Contas feitas, depois desta reviravolta – que até englobou uma sensacional goleada de 5-2 no Restelo –, o Aves já respira muito melhor. Com efeito, os atuais 25 pontos colocam a equipa nortenha em 13.º, mais próxima do 10.º lugar do Tondela (tem 28 pontos) do que dos postos que ditam a descida, nesta altura ocupados por P. Ferreira e Estoril (ambos com 21 pontos). Ainda assim, claro, todos os cuidados são poucos. Faltam 9 embates (equivalentes a 27 pontos) e tudo pode acontecer. De resto, o calendário não é propriamente o mais simpático para o Aves, pois ainda contempla, por exemplo, duelos com Benfica e FC Porto, para além de eventuais ‘finais’ com V. Setúbal (jornada 28), Feirense (30), Estoril (32) e Moreirense(33). Para já, no sábado, adeslocação ao Estádio da Luz servirá como um autêntico exame a este ‘estado de graça’, pois o adversário tem um imenso potencial ofensivo (com destaque para Jonas) e a história diz-nos que as viagens ao reduto das águias acabam sempre em derrota. Será assim de novo?

SABIA QUE...?

O Estoril é a única equipa que já sofreu 6 golos duas vezes? Antes da derrota caseira com o Sp. Braga (0-6), os canarinhos haviam encaixado meia dúzia de golos na jornada 8, quando perderam pelo mesmo resultado... em Braga. Os minhotos são responsáveis por 23% dos 52 golos sofridos pelos estorilistas.

A jornada 25 foi a que teve mais remates na temporada? Foram contabilizados 224 ‘disparos’, marca que ultrapassa os 212 verificados aquando da ronda 23.

Foi estabelecido um novo recorde mínimo de foras-de-jogo? Nos oito encontros desta ronda 25 só foram assinaladas 21 situações de adiantamento. Antes, o registo mais baixo estava em 27 (jornadas 4 e 23).

O Marítimo está com problemas nos penáltis? A equipa só foi castigada uma vez em 19 jornadas, mas nas derradeiras seis ‘levou’ com quatro penáltis.

O Feirense só viu dois amarelos nos últimos dois jogos? Esta é a equipa com mais cartões (82) da prova...

Deixe o seu comentário