Números da Liga

Luís Avelãs
Luís Avelãs Jornalista

Clássico do Dragão confirma tendência faltosa

A visão mais imediatista diz-nos que o recente duelo do Dragão serviu, essencialmente, para o FC Porto reforçar a candidatura ao título, assim como para afastar, em definitivo, o Sporting da luta, apesar de matematicamente ainda ser possível lá chegar. Contudo, as estatísticas mostram-nos mais, com destaque para o impensável número de faltas (54).

Antigamente, pensava-se que os encontros com muitas infrações ocorriam principalmente quando os grandes defrontavam as formações do fundo da classificação. Essa ideia, porém, não tem correspondência. Até porque se é normal ver a equipa mais débil a recorrer às infrações para suster o mais forte, não é provável o contrário.

O Dragão assistiu ao jogo mais faltoso das últimas temporadas, facto que contribuiu de forma decisiva para que esta ronda 20 fosse, na globalidade, a que mais infrações teve (352) desde o arranque da época 2014/15 – quando a competição voltou a ser disputada por 18 equipas. Já lá vão 82 jornadas e, vendo os dados, a Liga está com clara tendência de aumento de faltas, pois ainda na ronda 19 tinham sido 330, tantas quanto na 4.ª ronda. A continuar assim, a época pode registar um novo máximo de faltas, algo que não ajuda ao espetáculo. Para já, a média por jogo vai em 32,5. Nomear um juiz como Hugo Miguel para o clássico também foi um risco enorme. Não está em causa a sua qualidade, mas sim a queda para apitar faltas de forma considerável, conforme já se tinha notado no P. Ferreira-Chaves da 10.ª jornada, quando assinalou 51. Nos 11 encontros que já dirigiu esta época na Liga assinalou 424 infrações , à média de 38,55 por encontro. O segundo juiz com números mais altos (Tiago Antunes) ‘fica-se’ pelas 35,8. Ainda assim... um exagero.


Sabia que...

O FC Porto foi a equipa com menos tempo de posse de bola na jornada? Os dados apontam para escassos 14.13 minutos, bem abaixo da média da equipa (29.35).

Os dragões estabeleceram dois recordes mínimos no embate com o Sporting? A equipa de Nuno Espírito Santo só rematou 7 vezes e beneficiou de escassos 2 cantos. Até agora, os registos mais baixos dos azuis e brancos eram 8 e 3, respetivamente.

O Benfica recuperou a liderança do ranking dos remates? Curiosamente, isso sucedeu quando a equipa somou 11 ‘tiros’ contra o Nacional, consideravelmente abaixo dos 20 ‘disparos’ que teve nos três jogos anteriores. Agora, as águias totalizam 327 remates, mais dois que o FC Porto.

Em 20 jogos o Belenenses só uma vez conseguiu fazer mais que um golo? Foi na 4.ª jornada, aquando da vitória caseira (2-1) face ao Nacional.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.