Interrogatório

Luís Avelãs
Luís Avelãs Jornalista

Pizzi apareceu e as águias voaram alto

O ressurgimento do Pizzi da época passada foi determinante para a goleada?

Absolutamente. É cada vez mais evidente que a qualidade das prestações do criativo mexe com o desempenho coletivo. Quando Pizzi joga e faz jogar, todo o futebol do Benfica se transfigura, para melhor. Pelo contrário, quando não consegue assumir a batuta... a formação de Rui Vitória fica muito debilitada. Ontem, Pizzi regressou às exibições de ‘encher o olho’ e a equipa fez o mesmo.

Até quando Jonas vai continuar a marcar em jogos consecutivos da Liga?

Ninguém sabe! O que todos já viram é que o brasileiro parece cada vez mais confiante. Não é fácil marcar em dez partidas consecutivas – do campeonato, de outra prova ou entre as várias competições –, nem revelar esta frescura, apesar da sequência de jogos e da idade. Certo é que enquanto Jonas faturar... o Benfica vai sonhar.

Bruno Varela recuperou o estatuto de titular?

Só Rui Vitória poderá responder de forma conclusiva. Há uns dias parecia que Svilar era dono e senhor da baliza encarnada e que Varela estava destinado a tentar a sorte noutras paragens. Agora, a questão não é tão linear.

Vitória acertou em dar minutos a Cervi e Zivkovic?

Sem dúvida. O argentino tem estado bem nos últimos jogos e já ‘reclamara’ mais utilização. Quanto ao jovem sérvio, a surpresa foi a forma como deixou de ser opção de um momento para o outro.
1
Deixe o seu comentário