Ataque rápido

Luís Pedro Sousa
Luís Pedro Sousa Chefe de redação

A dependência da Champions

Encaixar 115,7 milhões de euros com a venda de passes de jogadores, conforme prevê o último orçamento portista, parece ser uma tarefa realista, assim o FC Porto encontre na montra da Champions a forma de valorizar os seus ativos.

O fracasso dos azuis e brancos no último defeso, no que a transferências de jogadores diz respeito, ficou essencialmente a dever-se ao fraco desempenho europeu. É verdade que André Silva foi lançado demasiado tarde e que Danilo perdeu a titularidade na Seleção Nacional, mas a eliminação precoce da Liga dos Campeões e, mais tarde, da Liga Europa tirou aos dragões qualquer possibilidade de equilibrarem as contas.

Este é um fator decisivo, principalmente nos anos em que o calendário não contempla uma grande prova de seleções. Herrera, Danilo e André Silva, que servem de argumento aos responsáveis portistas para projetar tais números, mas também Otávio e Brahimi, se bem valorizados, podem fazer com que se respire melhor no Dragão.
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade