Última sentença

Luís Pedro Sousa
Luís Pedro Sousa Chefe de redação

O ano de Gelson

Gelson Martins tem, na temporada que agora se iniciou, uma oportunidade de ouro de se tornar num dos melhores extremos da história do futebol português. Qualidade não lhe falta. Apresenta dotes técnicos invejáveis, a velocidade mais do que necessária para quem atua nesta posição e uma cada vez melhor capacidade de decidir o momento de romper, de efetuar o passe fatal ou mesmo de finalizar.

Não tivesse o Sporting, na última época, muitas e boas opções para os lugares do ataque e o salto decisivo de Gelson Martins já tinha sido uma realidade. O jovem extremo, de 21 anos, mostrou quase invariavelmente a espetacularidade do seu futebol, mas as presenças no onze titular, fruto da feroz concorrência, impediram que se notabilizasse ainda mais e, inclusivamente, discutisse um lugar entre os eleitos de Fernando Santos no último Europeu.

Com maior ou menor concorrência, com ou sem João Mário, Bryan Ruiz, Markovic ou Bruno César – entre outros que permaneçam em Alvalade, saiam ou sejam contratados –, a verdade é que Gelson Martins não pode perder muito mais tempo e seria até injusto que testemunhássemos tamanho desperdício.

A propósito de extremos, o futebol do Benfica ganha neste momento um outra dimensão com Salvio e Pizzi em campo, sabendo que o português pode desempenhar também as funções de n.º 8. Na hora, de tomar decisões e tentar fazer dinheiro, os responsáveis dos encarnados devem este facto em linha de conta...
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais