Contra a corrente

Ribeiro Soares
Ribeiro Soares

Palpites...

Na presente época futebolística tem sido manifesta a superioridade das quatro melhores equipas nacionais, de forma ainda mais vincada do que nos anos precedentes.

Não é apenas no campeonato, onde o 5.º classificado já está nove pontos abaixo do 4.º lugar (e a 17 do líder), mas também pela exclusividade que garantiram nas meias finais da Taça de Portugal (com a ajuda dos sorteios, o que nem sempre acontece) e também da Taça da Liga em que, finalmente, os cabeças de série resolveram colaborar com os arranjos do calendário. 

Parece, assim, confirmar-se a existência de um novo "4.º grande", o Sporting de Braga, a que só falta o título de campeão para enfileirar "de juro e herdade" (como consta dos títulos da nobreza) na galeria dos anteriores titulares desse galardão, Belenenses e Boavista.

De facto, numa breve análise do que se passou neste século (18 campeonatos, a partir de 2000/ 01), o Sp. Braga ficou 11 vezes nos quatro primeiros lugares (incluindo um 2.º e um 3.º), onde apenas couberam, além dos três grandes, Guimarães (3x), Nacional (2), Boavista, P. Ferreira e Estoril; e de onde sairam (por engano?...), Benfica (6.º em 2000/01) e Sporting (7.º em 2012/13).

Quanto à Taça de Portugal (TP), todas as 18 finais tiveram a presença de, pelo menos, um dos três grandes, mas apenas houve dois confrontos directos, Benfica-FC Porto (2003/04) e Sporting-FC Porto (2007/08). O FC Porto (9 presenças, mas só ganhou 6), Sporting (6, ganhou 4) e Benfica (5, ganhou 3); também o Guimarães (3, ganhou 1), Braga e Setúbal (2, ganharam uma cada), Académica e Aves (uma presença vitoriosa cada um); e ainda, com galhardas presenças, Marítimo, Leixões, U. Leiria, Belenenses, P. Ferreira, Chaves e Rio Ave.

A Taça da Liga (TL), com 11 edições, foi mais democrática, mas o Benfica ganhou as 7 finais em que participou (só duas contra outro "grande", Sporting e FC Porto), sendo as restantes ganhas por Setúbal, Braga, Moreirense e Sporting, e asssistidos por P. Ferreira, Gil Vicente, Marítimo (2) e Rio Ave.

- Chegados aqui, perguntará o estimado leitor, "atão os palpites?". Aí vão, calma, não estavam esquecidos, mas vamos a ver se não iremos ser muito gozados pelo atrevimento...

Os sorteios ditaram: Taça da Liga: Benfica-FC Porto e Sp. Braga-Sporting. Taça de Portugal: Sporting-Benfica e Sp. Braga-FC Porto. Quer dizer que, para o ramalhete ficar completo, ficam a faltar o Benfica-Sp. Braga e o Sporting-FC Porto que, em nosso entender, vão ser as finais, até para evitar outro Bf-Sp... Uf!...

Assim, aqui ficam os nossos palpites:

Final da Taça da Liga: Sp. Braga- Benfica, ganha o Sp. Braga; e

Final da Taça de Portugal: Sporting-FC Porto, ganha o Sporting.

Votos de bons espectáculos e... boas arbitragens! 


*Antigo colaborador de Record (1991/97) e último Director da Gazeta dos Desportos (1995); escreve segundo a antiga ortografia

1
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.