O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Importante é participar

Salvador Martinha
Salvador Martinha Humorista

Fernando Santos é o novo treinador do Sporting

Imaginem que a trapalhada espanhola se sucedia na nossa Seleção. O único benificiário seria o ‘Insónias em Carvão’. Todo o episódio é um meme.
Ainda nem começou o Mundial e Lopetegui já perdeu a equipa. A partir de agora, qualquer onze será escalado num quadro de conflito de interesses que acicatará a rivalidade entre Barcelona e Real. Permitam-me cantar: "Po-rra-da! Po-rra-da! Po-rra-da!". O timing escolhido por Lopetegui para se apresentar como novo treinador - ou não é ele que decide a sua vida? - é como a opção em usar risco ao meio no cabelo: uma má decisão. Já acumula duas.

Com Fernando Santos nada disto seria possível. Trata-se de um homem sério. Saiu a bem de todos os clubes apesar de ter um custo para si mesmo, sobretudo financeiro. A nível moral Fernando Santos encontra-se nos antípodas de um ‘Pesetero’. É um bálsamo no mundo cão da bola. Temos sorte em tê-lo como treinador. Portugal parte na frente a nível de empatia entre ‘míster’ e jogadores.

Espanha já perdeu. Do nada voltamos a ter sorte .
Será esta a década de Portugal? Esqueçam. Lembrei-me da Maria Leal.

P.S. - Amanhã já escrevo de Sochi. Se acordar a tempo, claro.
Deixe o seu comentário
M M