Record

Saída de campo

Sérgio Krithinas
Sérgio Krithinas Diretor Adjunto

Mais do que um dérbi

José Mourinho tem razão: o dérbi de amanhã é bem mais importante para o Sporting do que para o Benfica. Para os leões, os dois primeiros lugares do campeonato (com a possibilidade de entrar na Liga dos Campeões) são uma miragem a uns distantes oito pontos, pelo que a Taça de Portugal é o caminho mais simples para conquistar um novo troféu nesta temporada, depois da Taça da Liga. Mas o cenário não deve ser apenas analisado à luz da temporada; é preciso olhar para o registo dos últimos anos. Nesta altura, o Benfica soma oito dérbis consecutivos sem perder, o que já é o 2.º melhor registo da história desde que há competições nacionais. Os números da última década são ainda mais eloquentes: em 26 confrontos, registaram-se quatro vitórias do Sporting e 14 do Benfica.

O dérbi de Lisboa mantém o carisma e esta é uma das rivalidades mais apaixonantes da Europa. Mas a realidade mostra-nos que, dentro de campo, o equilíbrio de sempre tem-se esfumado a favor das águias. Olhando para o futebol, o grande motor dos clubes nacionais, o Benfica chega a este ponto da sua história uns bons passos à frente do Sporting, em termos de organização, estrutura e bases para o futuro. É um facto que pode custar aos sportinguistas, mas compreendê-lo, bem como as razões que fizeram ambos chegar a este ponto, será meio caminho andado para o renascimento do clube.
Deixe o seu comentário