Record

Saída de campo

Sérgio Krithinas
Sérgio Krithinas Diretor Adjunto

Jogos a contar

Os três grandes venceram de forma clara e a boa notícia é que, pelo menos esta semana, não haverá intensímetros ligados ou com discussões sobre foras de jogo de cabelos. Na Luz, a fechar a ronda, o Benfica repetiu o resultado da quinta-feira europeia, mostrando as mesmas virtudes e defeitos: muita qualidade na frente e alguma tremedeira em situações em que se exigia um controlo maior da bola e do próprio jogo. Palmas para o V. Setúbal, que soube encarar o adversário e não se deixou afundar com o golo sofrido aos 2’.

Quem deu a entender que já desistiu mesmo antes do jogo começar é o Marítimo, a próxima equipa a visitar a Luz. Edgar Costa e Joel Tagueu forçaram amarelos diante do Feirense que os deixam de fora do jogo com o Benfica, juntamente com Zainadine. Na UEFA, quem faz algo semelhante é punido com um jogo extra de suspensão; em Portugal, os regulamentos nada preveem. Petit – louve-se, pelo menos, a honestidade – assumiu que se tratou de uma estratégia, lembrando que também tinha poupado futebolistas no encontro do Dragão com o FC Porto. O Marítimo até pode obter um resultado positivo na Luz, mas ninguém de bom-senso pode achar que será mais fácil sem alguns dos melhores jogadores. Este é um problema da prova: o desequilíbrio é tal que já chegámos ao ponto em que alguns jogos não vale a pena disputar. Vamos assobiar para o ar?
Deixe o seu comentário