.

Bancada de sócios

1. Faz sentido o pedido de reunião, por parte do Benfica, ao Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol?

2. William Carvalho tem condições para desempenhar as funções de Adrien, tanto já, diante do Estoril, como no futuro?

3. Na eliminatória com a Juventus para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, o favoritismo pertence à equipa italiana?


Leonor Pinhão (Benfica)

Venha a polícia

1. Com um mês e meio de atraso, duvido. Faria sentido se o Benfica tivesse solicitado a reunião a 5 de janeiro quando o centro de treinos dos árbitros da Maia foi invadido por um grupo de meliantes "alegadamente pertencentes à claque dos Super Dragões" tendo ameaçado o árbitro Soares Dias" que iria dirigir o Paços de Ferreira-Porto. Perante o silêncio benevolente do CA e dos órgãos disciplinares da Liga e da FPF, a situação é agora e apenas mais um inconsequente caso de polícia.

E a defesa-central?

2. Não só William tem condições para desempenhar as funções de Adrien no jogo com o Estoril e, eventualmente, para desempenhar essas mesmas funções por toda a próxima época e as épocas seguintes, como também terá condições o mesmo William, em prol da visão estratégica, para ser adaptado à posição de lateral-esquerdo e até à posição de defesa-central ganhando, assim, a confiança do treinador e ganhando também a corrida a Geraldes, outro candidato para a posição de defesa-central.

Otimismo

3. A vantagem das equipas portuguesas quando chegam a esta fase adiantada da Liga dos Campeões e encontram adversários de gabarito muitíssimo superior é, precisamente, não serem favoritos e assumirem-no sem complexos, sabendo que qualquer efeito-surpresa será sempre a seu favor. Mas tendo em conta as recentes palavras do presidente do FC Porto recordando os 3-0 à ‘favorita’ Roma no verão passado é caso para se dizer que o FC Porto se assume como favorito. A Juventus que se cuide.


Rui Calafate (Sporting)

Teatralidades

1. O que qualquer adepto de futebol quer é um bom espetáculo. Só em Portugal se assistem a estas deprimentes e sofríveis teatralidades das conversatas infindáveis sobre arbitragens. O Sporting é o clube historicamente mais prejudicado, é uma evidência. O Benfica controla este dossiê há vários anos, depois de ter ocupado a posição do FC Porto. Teremos até ao termo do campeonato uma guerra entre eles onde vai valer tudo. Só peço uma coisa: joguem à bola, não percam tempo com folhetins.

Geraldes é a solução

2. Adrien é o capitão e motor do Sporting. Esta temporada já foi claro que a equipa se ressente com a sua ausência. Ele está para os leões como Pizzi está para o Benfica, como aqui escrevi a seu tempo. É o jogador âncora da equipa. William é um grande jogador, mas a sua posição é a 6. Aqui, ao contrário do que pensa Jesus, julgo que a melhor solução seria o Chico Geraldes que tem classe mas também intensidade para ser trabalhado para aquela posição.

Máquina montada

3. O FC Porto está a crescer, mas a Juventus tem uma máquina montada de qualidade, tem manha e experiência, e o objetivo claro de Massimiliano Allegri de vencer a Champions, por isso a ‘vecchia signora’ é favorita. Porém, os dragões estão no seu melhor momento e em casa vão querer vingar-se de 1984, quando perderam a Taça das Taças para a Juve. Será um duelo intenso e muito interessante taticamente.


Nuno Encarnação (FC Porto)

Benfica com medo

1. Não vejo motivos de alarme para o Benfica fazer este pedido. O FC Porto sim, em mais de metade do campeonato nacional foi gravemente prejudicado por erros grosseiros do árbitros. A lista de penáltis por assinalar foi uma brutalidade. Percebi, sim, que o Benfica está instável, com medo de perder o campeonato e sem o ‘colinho’ de outros tempos. O ‘colinho’ que tanto adoçava Rui Vitória, Vieira e alguns dirigentes é hoje um desejo de todos. Ó tempo volta para trás, parece ser o hino benfiquistas...

Incomparável Adrien

2. Ninguém se pode comparar a Adrien no plantel do Sporting. Adrien tem qualidades que mais nenhum companheiro de equipa tem. Adrien assume o jogo, tem visão, velocidade e magia, algo que William não tem. William é um jogador de qualidade excecional, mas sem a expontaneidade e a clarividência de Adrien. As suas características são de um número 6 e é aqui que deve sempre atuar. O melhor para o Sporting é um William à frente da defesa e não logo atrás do avançado.

Equipa jovem

3. A juventude da equipa, dará neste caso o favoritismo à Juventus. Na Champions não ganha quem corre mais, ganha quem consegue um equilíbrio da sua equipa ao longo dos 90 minutos e quem consiga pautar e controlar um jogo que por si só será muito intenso. A experiência neste palco da Champions é fundamental e concentração um fator decisivo. Mas continuo a acreditar que o FC Porto pode passar este terrível adversário e que não vai cair nas ratoeiras da Juve.


Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.