.

Bancada de sócios

1 - Rui Vitória é o principal culpado pelos maus resultados do Benfica ou é vítima da politica de desinvestimento decretada na Luz?  

2 - Sérgio Conceição e a estrutura do FC Porto geriram bem o caso Aboubakar ou o jogador deveria ter sido penalizado pela visita ao balneário do Besiktas, após o jogo da Liga dos Campeões?

3 - Faz sentido Jorge Jesus continuar a insistir na titularidade de Alan Ruiz ou definitivamente deve jogar com Bruno Fernandes atrás do ponta-de-lança?


RITA RATO (BENFICA)

Muito para jogar

1 - Subscrevo as palavras de Rui Vitória: "no Benfica ganhamos todos e perdemos todos". O importante é reunir esforços e apoiar a equipa. Não há campeões em setembro nem no Natal e até maio muito jogo falta jogar. Na verdade, somos obrigados a recuar à época 90/91 para encontrar paralelo com este início de época, em que o FC Porto e o Sporting somaram o máximo de pontos possível nos primeiros 6 jogos. Convém igualmente recordar quem foi o campeão nessa mesma época: Benfica.

Natural

2 - Tão natural a atitude de Aboubakar como as declarações de Quaresma. Aliás, é também isso que dá humanismo e entrega ao futebol e ao desporto. Creio que o trabalho dos jogadores é tanto melhor quanto mais fortes são os laços que criam com as equipas onde jogam.

Decisão técnica

3 - Bruno Fernandes tem tido um bom desempenho, eficácia e entrosamento no ataque verde e branco, mas a decisão é em última instância do treinador, em função do adversário e da gestão do balneário, tendo em conta o planeamento da época.


OSÓRIO DE CASTRO (FC PORTO)

Desfalcados

1 - Todos os clubes portugueses têm necessidade de vender jogadores para poderem equilibrar os seus orçamentos. Essas vendas têm de ser muito bem pensadas para que a equipa possa permanecer competitiva. O que o Benfica fez foi desfalcar o sector defensivo, vendendo três jogadores titularíssimos. Terá Rui Vitória alertado a estrutura diretiva do Benfica? Se assim o fez, será o menos culpado. A culpa vai inteirinha para Luis Filipe Vieira.

Não há caso

2- Penalizado porquê? Tentam criar casos onde eles não existem. Aboubakar foi convidado por um jogador do Besiktas a ir cumprimentar colegas de profissão, com quem tinha partilhado o balneário durante um ano e provavelmente criado laços de amizade. Criar um caso por isto é querer inventar problemas onde não os há. Convém realçar, isso sim, a grande ovação com que o público do Dragão se despediu da equipa apesar da derrota. Isto sim, é um caso digno de realce.

Qualidade

3 - A ter de optar por um, seguramente que, neste momento, Bruno Fernandes dará melhores garantias para a equipa do que Alan Ruiz. No entanto, a forma dos jogadores é dinâmica e tem altos e baixos durante uma época. Dinâmica é também a estratégia a utilizar em função dos adversários. São dois bons jogadores que poderão ser utilizados alternadamente ou até em simultâneo.


MIGUEL SALEMA GARÇÃO (SPORTING)

Responsável

1 - O líder, seja de uma organização empresarial ou outra, é sempre o primeiro responsável. Para o bem e para o mal. Neste caso, Rui Vitória, independentemente das razões que lhe assistam ou possa invocar, será sempre o primeiro responsável pelos resultados do grupo de trabalho que lidera. Aliás, não acredito que o treinador pricipal não assuma essa responsabilidade, primeiro com aqueles que lidera e depois perante a massa associativa e adeptos.  

Gestão interna

2 - Sérgio Conceição mostrou, na conferência de imprensa em que abordou o caso, uma posição correta do ponto de vista de comunicação para o exterior. Mostrou acima de tudo grande sentido de responsabilidade, dizendo que não gostou mas que não fizessem do acontecimento um "caso". Por outro lado, neste tipo de situações, eventualmente, poderá ter havido uma atitude interna junto do atleta sem que no exterior se saiba. É o tipo de acontecimento que se gere internamente.

Maratona

3 - Garantidamente não vai ser sempre Bruno Fernandes a jogar a 10, tal como já referiu Jorge Jesus. Alan Ruiz é uma boa opção por ser um jogador com técnica e bom remate. Jorge Jesus saberá tirar partido das características e qualidade de ambos. O campeonato é uma longa maratona e esse tempo irá mostrar, seguramente, a utilidade destes jogadores que Jorge Jesus saberá optar, consoante as estratégias definidas para cada embate.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0