Escrevem os leitores

Ainda estamos no início da caminhada

Não foi lá muito conseguido em muitos aspectos este primeiro ensaio da selecção de Portugal diante da Tunísia, em especial, no que diz respeito à segunda parte e, em especial, àquela defesa. O seleccionador nacional, Fernando Santos, decerto que já tirou alguns apontamentos, importantes quanto ao futuro. Portanto, um mau ensaio neste primeiro jogo de preparação que a nossa selecção de futebol teve pela frente, no seu antecipado e já há muito programados três jogos com vista à sua preparação - englobando um já no dia 2 de Junho com o XVII Bélgica-Portugal, e no dia 7 de Junho, em Lisboa, no I Portugal-Argélia. Jogos integrados na preparação da equipa das "quinas", que pela 7.ª vez irá estar presente numa fase final, neste caso concreto no 21.º Campeonato do Mundo a realizar na Rússia, entre os dias 14 de Junho e 15 de Julho.

Neste II Portugal-Tunísia, jogo realizado entre o 4.º do ranking FIFA e o 14.ª do ranking FIFA, registou-se uma igualdade de 2-2, depois de ter estado em vantagem por 2-0, jogo este efectuado no Estádio Municipal de Braga. Entretanto, já tudo foi escrito e analisado, acerca deste Portugal-Tunísia.

Nos confrontos já efectuados entre estas duas selecções, o primeiro realizado em Lisboa, em 12 de Outubro de 2002, cujo resultado foi igualmente de um empate por 1-1.

Tunísia irá estar presente pela 5.ª vez numa fase final de um campeonato do mundo e está englobada no Grupo G, onde tem como parceiros, a Bélgica, Inglaterra e o Panamá. Tendo estado presente nas fases finais dos campeonatos do mundo em 1978-Argentina; 1998-França; 2002-Coreia do Sul e Japão; 2006-Alemanha e nesta edição de 2018-Rússia.

Quanto a Portugal, irá estar englobado no Grupo B, em conjunto, com a Espanha, Irão e Marrocos, e será esta a sua 7.ª vez presença em fases finais do campeonato do Mundo: 1966-Inglaterra; 1986-México; 2002-Coreia do Sul e Japão; 2006-Alemanha, 2010-África do Sul ; 2014-Brasil, e agora nesta edição, a 21ª, na Rússia.

É verdade que só agora os convocados se concentraram, depois de uma época desgastante e para alguns jogadores algo atribulada. O seleccionador nacional, o Engº. Fernando Santos, e o seu staff" técnico, têm muito que "limar" e para afinar naqueles que foram os seus jogadores eleitos.

Será que vamos ter uma selecção com a "mãozinha" milagrosa do Engº. Fernando Santos e seus obreiros e talentosos jogadores? Fazendo lembrar a sua brilhante odisseia no Campeonato da Europa realizado em 2016 em França, em que não foi por acaso que brilhantemente ganhámos um título de futebol a nível de selecção A, que já há muito faltava ao futebol português?

Que tenham uma boa prestação em terras da Rússia.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais