Brilhante conquista do Sporting na Taça de Portugal feminina frente a adversário digno

A final da Taça de Portugal de futebol feminino, realizada no final da tarde de hoje, em pleno palco do Estádio Nacional do Jamor, entre o Sporting Clube de Portugal e o Sporting Clube de Braga, com a vitória sem contestação e sem qualquer dúvida, do actual campeão nacional, o Sporting Clube de Portugal, por 1-0, golo, obtido na primeira parte do prolongamento, deu a sua segunda Taça de Portugal, ao clube dos comandados do treinador sportinguista,. Nuno Cristóvão, que assim repete a vitória da época passada frente ao mesmo adversário o Sporting Clube de Braga. Esta 15.º final da Taça de Portugal de Futebol Feminino, que tem a designação de Taça de Portugal Feminino Allianz, por motivos de patrocínio, que é uma competição organizada pela Federação Portuguesa de Futebol. A primeira edição desta prova teve inicia na época de 2003/04, e foi disputada no palco do Estádio Nacional do Jamor, e tiveram como finalistas, a Sociedade União 1.º Dezembro de Sintra e o Sport Marítimo Murtoense, de Murtosa, Aveiro, cujo resultado foi favorável às atletas do 1.º Dezembro por 6-0.

Nestas 15 edições já realizadas, destaque para a Sociedade União 1.º Dezembro com 7 títulos; Clube Futebol Benfica com 2 títulos; Sporting Clube de Portugal com 2 títulos, e com um título cada uma destas equipas, Atlético Ouriense-Ourém; Boavista Futebol Clube; Escola Futebol Clube Molelinhos-Tondela; Sport Clube Murtoense-Murtosa.

Já detentor do troféu, o Sporting Clube de Portugal, que na edição de 2016/17,. Venceu o mesmo Sporting Clube de Braga por 2-1, após prolongamento., volta a confirmar a vitória na Prova Rainha do futebol, ao vencer por 1-0.

Hoje, no mesmo palco onde se tem vindo a realizar todas as edições, o cenário foi mais uma vez o mítico Estádio Nacional do Jamor, onde irão estar presentes os mesmos protagonistas da época passada, isto é, de novo se vão encontrar o Sporting Clube de Braga e o Sporting Clube de Portugal.

Sendo por tradição a prova Rainha do calendário do futebol nacional, espera-se que o público dos dois emblemas, adira em grande número, e que efectivamente seja a festa do futebol, futebol feminino que aos poucos vai ganhando cada vez mais o seu espaço. Há no futebol feminino boas praticantes e já com algum nível, tanto assim que algumas dessas jogadoras, já chegam a actuar em clubes estrangeiros.

Mesmo estando a dar, ainda os seus primeiros passos, o futebol feminino tem vindo gradualmente a evoluir e não podemos ignorar todo o trabalho louvável que a Federação Portuguesa de Futebol, que tem vindo a dar no apoio ao futebol feminino.

Mas hoje, foi necessário a presença de público, que ultrapssou, o número de espectadores em relação à época passada onde estiveram presentes cerca de 10.000 espectadores, este ano o número de assistentes foi ultrapassado onde estiveram a assistir a esta final cerca de 11.720 espectadores , para que todas as jogadoras de ambas as equipas que estiveram presentes na final, sentissem o apoio que merecem, para bem do futebol feminino em Portugal. De realçar , a festa desta final, e que o "fair-play", existiu quer dentro do rectângulo de jogo, quer fora dele. Foi uma final cuja marca foi o exemplo, em especial de desportivismo.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0