Para quando um campeonato de futebol sem desconfianças?

• Foto: Miguel Barreira

Caminham a passos largos, mas devidamente cautelosos em especial, no que que toca aos três grandes do futebol português, e os já sempre crónicos e os eternos e sempre prováveis vencedores do(s) campeonato(s), com alguma alternância entre eles, quando ao desfecho final na vitória dos campeonatos, falo do Benfica e do FC Porto, excepção feita ao Sporting Clube de Portugal, que não ganha um campeonato há 14 anos. Como tal, pois qualquer um dos três primeiros classificados desta liga, pode na perfeição ambicionar a vir a ser o vencedor desta I Liga.

Com o fechar do pano e o encerrar assim e estar praticamente à vista o desfecho final desta I Liga Profissional Portuguesa de Futebol, referente à época 2015/16, onde somente faltam apenas disputar 8 jornadas para o términos da mesma, e como tal, estando ainda por disputar, entre os três "grandes", 8 autenticas finais e como tal em disputa vinte e quatro pontos, que podem na perfeição decidirem, muita coisa até ao final e serem fundamentais para se poder ajuizar ou conhecer com alguma antecedência qual o vencedor desta liga, quando o campeonato começa a estar ao rubro, especialmente para os três clubes maiores do futebol português, únicos com hipóteses para a conquista do ceptro, que são eles, Futebol Clube do Porto, Sport Lisboa e Benfica e Sporting Clube de Portugal, (a ordem que o autor apresenta, é apenas e somente por ordem alfabeta, para não estar a influenciar, ou ser tendencioso, seja para que lado da cor, que os leitores queiram).

Como tal, e com o aproximar do final desta I liga, começam-se a traçar os mais variados e "quiçá" fúteis comentários e as "guerras" das palavras e acusações, já começaram entre adeptos, dirigentes e treinadores, estas duas últimas classes com muita mais responsabilidades na "coisa" e decerto devia partir destes principais responsáveis, em transmitirem mais serenidade, transparência e tranquilidade, para uma sã e mais verdade desportiva e não porem em dúvida e desconfianças para o desfecho final e para o mérito de qualquer um dos clubes que venha a sagrar campeão.

Com a recta final desta liga a começar a estar à vista, começa a ser o prato forte, o que é já se vem tornando habitual, todos os anos e todos os dias as desconfianças de um vencedor menos merecedor é constantemente estampados, em especial na comunicação social, na boca de dirigentes e treinadores, nesta recta final, de um campeonato, que tem sido disputado palmo a palmo, com alternância de comandante entre os citados três grandes clubes do futebol português, (claro e obviamente sem desprimor para as restantes equipas que estão envolvidas nesta I Liga).

Para quê tanta guerra de palavras que só traz e transmite desconfiança e desunião entre as massas adeptas; entre dirigentes e entre treinadores?

Para quando um campeonato disputado sem dúvidas e sem desculpas esfarrapadas para se desculpar o pouco êxito de um início do mesmo, feito de promessas vãs, quer dos dirigentes quer dos treinadores e especialmente para justificarem contratações falhadas?

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais