Record

A vitória do leão

Mesmo frouxo, o triunfo do Sporting frente ao Leixões pode ter sido de extrema importância para os leões. No que à Liga diz respeito, e depois de cedo se perceber que não havia rival à altura para O FC Porto, o 2.º lugar, um dos grandes objectivos entretanto assumidos, deixou de ser uma miragem.

Das três equipas que ainda acalentam legítimas aspirações ao posto de vice-campeão, a de Paulo Bento será, pelo menos do ponto de vista meramente teórico, a que tem pela frente um calendário mais simpático. Apesar da desvantagem de 2 pontos para o sensacional V. Guimarães, o Sporting recebe, até final, Boavista e Marítimo, e desloca-se aos redutos de P. Ferreira e U. Leiria.

Os vimaranenses têm pela frente o FC Porto e Estrela da Amadora, no D. Afonso Henriques, e difíceis deslocações a Coimbra e Restelo. A tarefa é dura, mas a equipa de Cajuda habituou-nos, afinal, a grandes e heróicas surpresas desde o início do campeonato.

Muito mais complicada é a missão do Benfica. Terá de se deslocar ao Dragão e à Amadora e receber, num estádio que parece assombrado, V. Setúbal e Belenenses.

Apesar da matemática distribuir o sonho do acesso directo à Liga dos Campeões por mais clubes, as derrotas de encarnados e sadinos, na última jornada, parecem ter restringido esta luta a dois. V. Guimarães persegue a melhor classificação da sua história e o Sporting um sempre apetecido prémio de consolação.
Deixe o seu comentário
M