Linha Direta

José Miguel Machado
José Miguel Machado Redação

Dyego Sousa, pois claro

A maior surpresa da lista de convocados de Fernando Santos foi Dyego Sousa. Mas foi apenas e só porque pouco ou nada se vinha falando de uma eventual chamada, já que se formos olhar à qualidade do jogador em si é mais do que óbvio que se trata de um valor acrescentado. E choca-me ver tantos indignados nas redes sociais com a decisão do selecionador.

Dyego preenche os requisitos para ser convocado e tem mostrado dentro de campo que merece figurar entre os eleitos da Seleção. É um enorme ponta-de-lança, com características que nenhum outro tem. Há outras opções, nascidas em Portugal, e se calhar com até maior margem de progressão? Sim, admito que sim. Não vejo é problema em retirar-se o máximo partido de um jogador que, aos 29 anos, está a viver a sua melhor fase da carreira. Dyego é para já, é para preparar a Liga das Nações que se aproxima e o Europeu de 2020, onde Portugal vai entrar como campeão em título. E, a seu tempo, dar-se-á oportunidade a outros jogadores mais novos como, por exemplo, Rafael Leão ou Gonçalo Paciência.  

Dimensão dos jogadores à parte, já aprendíamos qualquer coisa com o processo de Pepe. Hoje alguém duvida que se tratou de uma excelente decisão? Pepe é tão português como todos nós que cá nascemos e Dyego Sousa, se tiver a atitude certa, também o pode ser. Merece tempo. E que seja feliz com as quinas ao peito. Se ele for, nós também seremos.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais