Linha direta

Rui Sousa
Rui Sousa Redação

Portugal, esse parente pobre

Portugal não terá qualquer representante nas meias-finais das provas da UEFA e se no caso do FC Porto o desfecho era de certa forma previsível, face à diferença de valores em relação ao vice-campeão europeu Liverpool, já o afastamento do Benfica não deixou de causar alguma surpresa, dado que o Eintracht Frankfurt, apesar das boas campanhas que vem fazendo na Bundesliga, não tem a qualidade individual e experiência internacional do clube da Luz.

Independentemente da superioridade futebolística que Liverpool e Eintracht possam ter tido no conjunto das duas mãos, e no caso dos ingleses foi vincada, FC Porto e Benfica foram prejudicados pelas arbitragens em momentos cruciais. Os dragões viram o árbitro de Anfield negar-lhes dois penáltis e a expulsão de Mohamed Salah. Na Invicta, de polémico houve apenas o primeiro golo do Liverpool, com Sadio Mané milimetricamente em jogo, mas noutras situações, em caso de dúvida, as decisões foram contra os portistas.

Os encarnados começaram a ser empurrados para fora da Liga Europa com um golo claramente em fora-de-jogo, mas aí com a pequena atenuante de não haver vídeo-árbitro. Tal como aconteceu ao FC Porto, também o Benfica, em caso de dúvida, foi penalizado. É essa a triste realidade dos clubes portugueses, um parente pobre do futebol europeu, quando em combate com os poderosos de Inglaterra, Alemanha, Espanha e Itália.

Assim, convinha que pelo menos as instituições nacionais fizessem alguma coisa para não prejudicar os clubes que competem na Europa e aí Sérgio Conceição tem razão quando aponta o dedo à calendarização do futebol português, dando como exemplo a decisão da federação holandesa, de adiar uma jornada do campeonato para dar mais tempo de descanso ao Ajax antes do primeiro jogo frente ao Tottenham, nas meias-finais da Champions.

Por essas e por outras é que é importante destacar, especialmente, o percurso do FC Porto nas duas últimas edições da Liga dos Campeões, de onde só foi afastado pelo Liverpool, provavelmente a equipa mais empolgante do futebol mundial nos dias de hoje. Os portugueses têm de fazer muito mais do que os outros para chegarem aos patamares mais elevados da Europa.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais